#cultura #saúde #natação 
Brasil

Entre tantas atividades, porque optar pela prática da natação?

Ana Paola Piveti

Na vida precisamos fazer escolhas. Dentre elas, a atividade física se inclui, seja com o objetivo de saúde física ou mental, ou relacionamentos sociais ou, ainda melhor, todos juntos.

Sem sombra de dúvidas podemos afirmar que a prática de esporte traz muitas vantagens a seus praticantes, seja no aspecto físico como no mental. Porém, na somatória de benefícios, a natação de longe é o esporte mais completo. Este matéria visa pincelar seus principais benefícios:

1 – Coração: Fortalecimento da musculatura cardíaca

Os movimentos contínuos de braços, pernas e troncos, associados ao trabalho respiratório, propiciam a eliminação da gordura existente ao redor do coração, fortalecendo-o, aumentando sua capacidade de bombear sangue pelo corpo, estimulando a circulação sanguínea e por fim diminuindo a incidência de doenças cardíacas.

2 - Respiração

O trabalho respiratório realizado na água é responsável por fortalecer os músculos toráxicos, aumentando sua elasticidade e seu volume, ampliando a capacidade de absorver oxigênio.

Quanto a doenças respiratórias, como por exemplo a asma, a natação pode ajudar a reduzir e prevenir seus sintomas.

Foto de Jim De Ramos no Pexels

3 - Articulações

A prática da natação é livre de impacto por ser praticada na água, o que significa que não pressiona a coluna, joelhos ou quadris, pois a flutuabilidade da água ajuda a suportar parte do peso corporal (reduzindo a tensão nas articulações) e permite que as articulações acompanhem o crescimento dos músculos, já que músculos maiores e mais fortes exigem tendões e ligamentos bem lubrificados, resistentes e ágeis. Dessa forma ocorre o alívio de dores resultantes de artrose e fibromialgia, pois o esporte mantem as articulações soltas e flexíveis.

4 - Redução da pressão arterial

Como todos os exercícios físicos de baixa intensidade, a natação auxilia na diminuição da pressão arterial, tendo em vista que provoca redução no débito cardíaco, o que pode ser explicado pela diminuição na frequência cardíaca de repouso e diminuição do tônus simpático no coração, em decorrência de menor intensificação simpática e maior retirada vagal.

5 - Redução do risco de diabetes

Os exercícios aeróbicos possuem o poder de diminuir os índices de glicose, sendo indicado para controle da diabetes já diagnosticada como também como forma de prevenção da doença;

6 - Melhora do colesterol

Por ser uma atividade altamente aeróbia, cabe a natação conseguir balancear os níveis de colesterol no organismo, aumentando o nível do HDL (colesterol bom).

7 - Controle do peso

A natação é uma dos melhores métodos de queima de calorias, manutenção e controle do peso. A queima de calorias depende da frequência e intensidade do treino.

8 - Força e tônus muscular

Pelo fato de a água ser 12 vezes mais densa do que o ar e o nadador ter que se propulsionar na água, ocorre um trabalho de resistência, que é o princípio básico da tonificação muscular e incremento de força.

9 - Flexibilidade

A flutuabilidade da água reduz a quantidade de estresse nas articulações, facilitando o alongamento em toda a amplitude de movimento. Nadar regularmente trabalha para manter as articulações flexíveis.

10 - Alongamento

Para nadar, o único equipamento que precisamos é nosso próprio corpo. Em cada braçada, ao estendermos o braço estamos promovendo um alongamento completo do corpo: desde a ponta do dedo da mão até à ponta do dedo do pé.

Foto de Heart Rules no Pexels

11 - Coordenação motora

A natação melhora da capacidade física e habilidades dos praticantes, ajudando ainda a desenvolver a coordenação de membros superiores e inferiores, agilidade, equilíbrio e lateralidade possibilitando melhora no processo de aprendizagem.

12 - Aumento da capacidade de raciocínio

O processo de angiogênese gera maior circulação sanguínea, provocando um aumento da oxigenação do sangue, o que acaba melhorando a memória e a capacidade de raciocínio.

13 - Autoestima

Nadar libera sensação de independência, segurança e liberdade, resultando em um conjunto de relaxantes mentais.

14 - Anti-stress

 Para conciliar respiração e movimentos corporais, é necessário um grande nível de concentração. Um momento em que sua mente está livre, pensando apenas no seu corpo, distanciando dos problemas do dia-a-dia. Esse processo também libera hormônios do bem-estar: as endorfinas, gerando sensações agradáveis e relaxantes. O som da respiração aliado ao som da água, age como um mantra em nosso subconsciente.

15 - Bom humor

O maior fluxo sanguíneo, leva à criação de vasos sanguíneos (processo este chamado de angiogênese), e também pode levar a uma grande liberação de endorfina - hormônios que atuam como redutores naturais da dor em todo o corpo. Essa onda traz a sensação de euforia que geralmente vem depois do exercício.

16 - Relações sociais

Apesar de ser considerado um esporte muitas vezes solitário, de longe o é. Durante o nado podemos considera-lo assim, mas “o antes” e “o depois” contribui para a prática do bom relacionamento social.

E por último, mas não menos importante, a prática de natação pode elevar o nivel do seu surf, tornando-se uma atividade complementar :).

-----

Ana Paola Piveti é ultramaratonista aquática amadora, 56 anos. 1ª mulher a fazer os desafios: Amazon Challenge, 30km no Rio Negro e o Rio Tietê, com 35 km de extensão.

Dentre outras participações: 

- Rio São Francisco (12km) (SE),

- Tossa de Mar x Sant Feliu de Guíxols (12km) Espanha,

- 3 x Rio Itapanhaú 15 km (SP),

- Aquaman Capitólio 12 km(MG),

- Swim Around Lido key 12km (Flórida – USA),

- Reveza 10 Solo – 15 km (SC),

- 7 x Travessia 14 Bis – 24km (SP), sendo 2 delas nos moldes desafío solo,

- Vila Urqiza X Paraná, Argentina (21km)

- 2 x BISA - Ilha Grande – RJ - 16 km (sendo uma totalmente noturna por exigência própria).

Instagram: @appiveti

Comentários

Galerias | Mais Galerias