Ubatuba - São Paulo - Brasil por Fábio Maradei

Destaques da final do Paulista de Surf Profissional 2019 em Ubatuba

Vídeo mostra o Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest Paulista de Surf Profissional, disputado dias 23 e 24 de novembro de 2019, na Praia Grande, em Ubatuba. Competindo "em casa", onde aprendeu a surfar, Hizunomê Bettero foi o vencedor e comemorou o tricampeonato estadual. Imagens e edição - Fabio Carvalho de Oliveira e Claudinei Rodrigues.

Com uma festa da torcida local, o ubatubense Hizunomê Bettero fez história “em casa” faturando o tricampeonato paulista de surf profissional neste domingo (24), ao vencer o Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest, na Praia Grande em Ubatuba. Essa foi apenas a terceira vez que um surfista comemora um tri em 35 edições do Estadual mais tradicional do País. O santista Jair de Oliveira havia sido o último, em 1998.

Com a vitória, ele faturou R$ 8 mil, de um total de R$ 30 mil de premiação e ainda somou 3 mil pontos no ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), diminuindo a diferença para atual líder, Igor Moraes, de São Sebastião, que também chegou à final, ficando em terceiro lugar e foi um dos recordistas do evento, com a maior média, com 17 pontos em 20 possíveis nas duas melhores ondas. O pernambucano Douglas Silva tomou o segundo lugar de Iguinho na última onda e entrou na briga direta pelo título nacional.

Depois de um sábado com condições menores, o mar em Praia Grande reagiu no domingo, garantindo verdadeiros shows de surf e as ondas viraram verdadeiras “rampas” de decolagem. Um grande exemplo foi o pernambucano Gabriel Farias, finalista na etapa, em quarto lugar, e que na semi garantiu um 10 unânime, a única nota máxima da competição, ao voar alto e depois ainda dar uma batida na junção.

Hizu se destacou no evento desde a sua estreia. No primeiro dia fez a maior média, com 13 pontos. Nas quatro baterias de domingo, só não passou uma em primeiro, nas quartas, com Igor Moraes com a melhor somatória. Na semi de um show, com 16,25 pontos e na final, teve um bom duelo com o líder do Brasileiro, pela terceira vez seguida no mesmo dia.

Abriu com uma nota sete numa esquerda muito bem explorada e consolidou a vitória, com um 8,60, em sua quarta onda. No finalzinho da bateria, Douglas Silva pegou uma onda, mas precisava de um score alto, de 9,10, e tirou 7,30, suficiente para subir de terceiro para segundo. “Inexplicável esse sentimento. É um momento único. Graças a Deus estou vivendo isso em casa, onde aprendi a surfar, onde tudo começou, ao lado da minha família”, vibrou o atleta após ser carregado até o pódio.

“Só tenho de agradecer a Deus e comemorar. Saber que a história é longa e cada um tem seu caminho. O meu estou fazendo do melhor jeito”, reforçou Hizu, dedicando o título ao avô paterno, Hélio, que completou 94 anos e mora no Espírito Santo. “Não pude estar lá, porque tinha o campeonato, mas segunda-feira a gente comemora junto”, destacou o experiente surfista de 33 anos, que foi campeão estadual em 2005 e depois em 2011.

Agora, o novo tricampeão paulista sonha com mais um título ainda esse ano, no Brasileiro Abrasp, que terá uma etapa nível 3 mil em Santa Catarina. “Meu objetivo era chegar mais próximo do Igor e sei que se fizer o meu trabalho bem feito, tenho chance”, disse o atleta, desabafando. “O surf tem muitos altos e baixos, às vezes a gente passa por momentos difíceis, mas tem conquistas como essa que faz tudo valer a pena. Então é só agradecer a Deus e continuar me dedicando ao máximo, como sempre foi. Surfo por amor, aprendi a surfar sem saber onde poderia chegar e hoje estou conquistando o terceiro título paulista”

Apesar de perder a segunda colocação no final da bateria, Igor Moraes segue como líder do Brasileiro e saiu de Ubatuba confiante. “Estou muito feliz com esse resultado e vamos com tudo até a decisão. O foco continua o título brasileiro”, falou o atleta de 22 anos.

Douglas também comemorou o segundo lugar e os pontos no ranking nacional. “Estou felizão, sabendo que agora vai definir tudo no Sul e vamos para cima. Foco, força e fé”, comentou o surfista de Maracaípe, que tem uma relação boa com Ubatuba, onde já morou por quase um ano. “Já surfei quase todas as praias. Foi uma experiência ótima”, ressaltou o competidor de 21 anos.

Seu conterrâneo também saiu do mar feliz com sua performance na etapa, sobretudo pela nota máxima. “Fiz meu primeiro dez, já tinha feito alguns noves, mas nunca um dez. Estou feliz e amarradão de fazer minha segunda final consecutiva. Vim para cá sem pressão e fui passando bateria. Não ganhei, mas estou feliz”, falou o competidor de 24 anos. Ainda no evento, destaque para o jovem talento, Renan Rodrigues, de Santos, único atleta amador que chegou entre os 16 melhores colocados.

O presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério, comemorou o final de temporada com a realização do Paulista Profissional, disputa que não foi realizada ano passado por falta de patrocinador. “Esse ano tivemos essa grande parceria com a Surf Trip, do Grupo STK, da Onbongo, e depois ainda do Filipe Toledo, com sua nova loja aberta durante o evento na Praia Grande. Deu tudo certo, com grandes disputas e ótimas ondas”, festejou.

O Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest Paulista de Surf teve os apoios de Super Tubes, Kyw, Surf Skate Mag, Surf Trip Tour, Filipe Toledo Surf Store e Atmosfera Incorporadora. Realização da Federação Paulista de Surf, com colaboração da Associação Ubatuba de Surf (AUS) e Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e supervisão da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp).

RESULTADOS

1 Hizunomê Bettero – Ubatuba – TRICAMPEÃO PAULISTA

2 Douglas Silva - Maracaipe - PE 

3 Igor Moraes – São Sebastião

4 Gabriel Farias - Maracaipe - PE

5 Amando Tenório - AL

5 Luan Carvalho – Praia Grande

7 Yagê Araújo - BA

7 Tales Araújo - Ubatuba

9 Edgard Groggia - Guarujá

9 Tiago Silva - PE

9 Pedro Dib – São Sebastião

9 Gustavo Ribeiro - Itanhaém

13 Luciano Brulher - Caraguatatuba

13 Lucas Santos - Ubatuba

13 Marcos Corrêa – São Vicente

13 Renan Rodrigues – Santos

TODOS OS CAMPEÕES PAULISTAS

2019 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2017 – Weslley Dantas/Ubatuba

2016 – Peterson Crisanto/PR (campeão paulista: Magno Pacheco/Guarujá)

2015 – Thiago Camarão/São Sebastião

2014 – Wiggolly Dantas/Ubatuba

2013 – Bruno Galini/BA (campeão paulista: Odirlei Coutinho/Ubatuba)

2012 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2011 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2010 – Matheus Toledo/Ubatuba

2009 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2008 – Saulo Júnior/Ubatuba

2007 – Renato Galvão/Ubatuba

2006 – Bruno Moreira/Praia Grande

2005 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2004 – Simão Romão/RJ (campeão paulista: Beto Fernandes/Praia Grande)

2003 – Odirlei Coutinho/Ubatuba

2002 – Renato Galvão/Ubatuba

2000 – Maicon Rosa/Guarujá

1999 – Tadeu Pereira/Ubatuba

1998 – Jair de Oliveira/Santos

1997 – Jair de Oliveira/Santos

1996 – Joca Júnior/RN (campeão paulista: Tinguinha Lima/Guarujá)

1995 – Narciso Oliveira/Ubatuba

1994 – Jair de Oliveira/Santos

1993 – Jojó de Olivença/Guarujá

1992 – Tinguinha Lima/Guarujá

1991 – Renan Rocha/São Paulo

1990 – Douglas Lima/Santos

1989 – Picuruta Salazar/Santos

1988 – Amaro Matos/Guarujá

1987 – Almir Salazar/Santos

1986 – Almir Salazar/Santos

1985/84 – Paulo Rabelo/Guarujá

1983/82 – Almir Salazar/Santos

1981/80 – Almir Salazar/Santos

Comentários

Notícias | Mais Notícias