Perth - Austrália Ocidental - Austrália por SURFER.COM

John Florence Vence o Margaret River Pro

Há muita conversa sobre paridade no surf profissional nos dias de hoje. E por uma boa razão. O surf na turne do WCT é melhor do que nunca, tornando a maioria dos Rounds difíceis de prever, e o vencedor quase impossível de se indicar.

A partir do segundo dia de competição, realizada no Main Break de 12 pés, até a final contra Kolohe Andino agora, John estava surfando em outro nível de todos os outros, e atacando a seção final. John era radical e imprevisível, marcando 18 pontos em cada round que ele surfou (exceto a primeira rodada, em North Point que estava inconsistente).

Enquanto Margaret River pode não ser a parada mais emocionante na turnê, mas certamente destacou muitas das fraquezas dos surfistas, e nos mostrou o quanto é melhor no surf de alto desempenho em ondas grandes John realmente é.

Talvez seja porque ele pratica surf semelhante em Rockpile atrás de sua casa no North Shore durante os invernos. Parece que a maioria dos surfistas CT se concentram em duas grandes tecnicas: Desempenho surf em ondas rippable e tubos nas ondas pesadas.Razão pela qual Jonh está tão à frente de todos nesta disputa, como evidenciado neste evento.

Isto é o que John tinha a dizer à equipe de comentaristas WSL momentos depois de enfrentar Kolohe na final: Estou tão feliz agora, o vento ficou calmo o dia inteiro, e as ondas são muito divertidas. Eu amo surfar esta onda . Eu só fui lá e estava animado para pegar em cada onda e focado no meu próprio surf.

Eu estava um pouco nervoso surfando contra o conterraneo na final, ele estava quebrando em todo o evento. Eu ainda estou na adranalina porque ele bateu nas pedras. Nessa semi eu também bati nos recifes, eu estou muito dolorido. Mas me sinto bem, e quero agradecer a todos os médicos por me ajudar e me liberar antes da final. Que foi realmente uma final muito divertida, e é um dos meus lugares favoritos para surfar.

Tem algumas das melhores ondas de areo do mundo, e eu sempre vim aqui para freesurfs, antes e depois das competições. É no início do ano, então eu não posso pensar muito sobre isso [estar de volta no topo], mas eu vou entrar de cabeça em Bells, ficar confiante e focado,espero que ter algumas ondas de qualidade lá.

Estou apenas focando no meu surf. Wilko venceu os dois primeiros eventos no ano passado e não ganhou no final, então qualquer coisa pode acontecer. Mas aqui com Eric, Brandon e Ross, eu não poderia ter feito isso sem esses caras.

Fonte: Surfer Magazine

Comentários

Notícias | Mais Notícias