#comunidade #picos #surf #bodyboarding 
Arari - Maranhão - Brasil

Expedição para Pororoca do Mearim

Alexandra Ereiro

Entre os dias 09 e 12 de fevereiro a atleta profissional de Bodyboard Alexandra Ereiro, Xandinha, embarcou para o Maranhão em busca da Pororoca do Rio Mearim.

Acompanhada por nove surfistas de vários estados, juntos, foram desafiar e desbravar essa incrível onda, a Pororoca do Rio Mearim.

O encontro das águas do oceano Atlântico com as dos rios amazônicos está se transformando em um dos principais locais dos surfistas. A cada ano, mais parafinados encaram o fenômeno.

A viagem começou com adrenalina. No primeiro dia, Xandinha, quatro amigos e alguns surfistas locais, foram surfar sem resgate até a bancada do Retão do testa, pularam no Rio contra a maré, e com remadas firmes conseguiram surfar a desejada onda. 

Já no segundo, terceiro e quarto dias, tiveram toda a logística "Jet, banana, piloto" e todo mundo reunido em um só objetivo, desafiar a Pororoca. E desde então a expedição estava pronta para a ação, onde surfaram todas as bancadas.

A palavra Pororoca é originária do Tupi-guarani e significa "grande estrondo destruidor" Em geral, a onda se forma a 20 milhas do oceano, com velocidade entre 30 e 50 km/h e força suficiente para destruir margens e derrubar árvores.

Nesse período, há uma calmaria na floresta, pássaros, animais e caboclos se aquietam, numa manifestação de medo e respeito pelo fenômeno capaz de arrastar tudo o que está à sua frente.

Até o próximo desafio!

A atleta conta com o patrocínio dos energéticos Amazon Power (Cerpa), Seguindo dos apoios: Kpaloa, Doutor Kite, Ufa Tatto, Menem Skateboards, Onix bodyboarding, Lidlife Bodyboarding, Bgl, Craud net.

Comentários

Galerias | Mais Galerias