#comunidade #cultura #surf 
São Paulo - São Paulo - Brasil

Os surfistas Victor Ribas e Gabriel Pastori participam da exposição Surf X Shapice Cream

Matsuda Press

A coleção do artista plástico Rodrigo KK, Rodrigo Gerard Machado, intitulada “Surf x Skate Shapice Cream” ganha adesão dos surfistas Victor Ribas e Gabriel Pastori

O melhor surfista brasileiro antes de Gabriel Medina, Vitinho, como é chamado o surfista de Cabo Frio Victor Ribas, foi o brasileiro que chegou mais perto do título mundial antes da conquista de Gabriel Medina, em 2014. Foi campeão brasileiro de surf no WQS, o circuito de acesso à elite do Mundial e vice-campeão do Isa Games. Com apenas 16 anos, ocupou a terceira colocação no Alternativa Surf (1988), uma das etapas do Mundial e a mais importante do Brasil. A partir daí teve a oportunidade de acessar o campeonato mundial.

VictorRibas saindo da água de john

Victor Ribas/ Foto: (@victorribasoficial)

Ribas gosta muito de arte e acredita que a conexão do esporte à arte dará resultados extraordinários. ”Disponibilizei minha prancha antiga de surf para o artista colocar nela toda alegria, cores e a energia do surf”, destaca.

Gabriel Pastori começou a surfar com 9 anos por influência do pai. Sua família é sua maior referência. Começou a competir a partir dos 13 anos até os 20. Foi campeão carioca e vice-campeão brasileiro. Hoje dedica-se ao free surf e tem no canal OFF um programa onde fala e dá dicas de viagens. Seu estilo é o Power Surf e é especializado em pegar tubo nas várias praias pelo mundo.Pastori ama a natureza, o esporte e a arte. ”Me deixa muito feliz poder integrar esse projeto, que valoriza o esporte através da arte”, afirma o surfista.

Gabriel Pastori na praia de óculos de sol e com uma prancha debaixo do braço

Gabriel Pastori/ Foto: (@gabrielpastori)

A arte de Rodrigo KK

O artista especializou-se em Pop art. Esta coleção, que está finalizando, baseia-se na reutilização de shapes de skates e de pranchas de surf para produção de peças de artes plásticas conectando a arte ao esporte. Os shapes e pranchas usados por skatistas e surfistas conceituados passarão por intervenções e serão estilizados e transformados em grandes picolés grafitados. A exposição será exibida no Layback Park, de São Paulo, ainda nesta temporada de verão, no dia 10 de fevereiro.

Painel the Art KK

Rodrigo KK/ Foto: divulgação

Anselmo Correia, o Ceceu, grande surfista brasileiro que ganhou vários campeonatos nos anos 2000, também doou sua prancha e aderiu ao projeto que une arte e esporte. "Participar deste projeto artístico, só engrandece o surf e os surfistas brasileiros", declarou Correia.

Toda história, rolês e manobras eternizados por consagrados atletas do skate e do surf olímpico, estarão em obras que serão emolduradas com as peças de arte. "Trazer as respectivas obras de cada esportista, visa agregar ainda mais valor à obra e à essência do skate e do surf. Cada shape e cada prancha traz a história do seu atleta”, destaca Rodrigo KK.

A obra de arte conecta ainda informações pessoais de cada um para composição da atmosfera do trabalho. Estilos musicais, caráter e personalidade darão alma ao “sorvete”. A arte é personalíssima, única e exclusiva. Quase um DNA do skatista e do surfista.

Também doou sua prancha, o conceituado campeão de surf, Stephan Figueiredo, o Fun, grande surfista brasileiro que ama desafios, ganhou muitos campeonatos e continua surfando no Rio, desafiando grandes ondas e passando por tubos. Ele ensina em seu canal do YouTube como surfar. Fun acredita que a arte irá valorizar o surf, homenageando os surfistas.

Do skate participam do projeto doando shapes os conceituados skatistas Dora Varella, Murilo Peres, Felipe Foguinho e Lucas Xaparral.uz grandes influências da arte urbana e grafite, referências da pop art, uso de colagens, stencil e lambe lambe também estão presentes. “Um mix de técnicas e estilos que tornam minhas peças características. Levo como inspiração diversos nomes e artistas de diferentes épocas e escolas”, destaca.

Comentários

Galerias | Mais Galerias