#surf 
Santa Catarina - Brasil

Na última semana, a região sul recebeu um grande swell que movimentou todo o estado de Santa Catarina

Thiago Jacaré

O swell apelidado pela galera local de Swell Eloah é conhecido por ser uma bomba na Laje de Jagua.

A ondulação vinda de Sul/Sudeste e período acima dos 13 segundos, fez os Jaguaboys se movimentarem, já que o swell era perfeito para a Laje da Jagua mostrar sua fúria. Chamei uma galera de responsa para desafiar a Laje, dentre eles Pedro Calado, Marcos Monteiro, Carlos Burle, Alemão Maresias, Rodrigo Koxa e Lucas Chumbo. Alguns tiveram compromisso e não conseguiram vir. Alemão de Maresias e Lucas Chumbo aproveitaram que o swell era daqueles e se jogaram para Jaguaruna juntamente com Lucas Fink e o cinegrafista Renan Vignoli. Juntos se uniram ao time Jaguaboys. Quem esteve também presente foi o mad dog Márcio Freire, surfando pela sexta vez a Laje da Jagua.

O swell apelidado pela galera local de Swell Eloah em homenagem a minha filhinha que nasceu esse ano meio a essa pandemia do corona virus.

Foram dois dias de big surf, segunda e terça. Segunda foi o maior, e foi bizarro porque surfamos as direitas que estavam cabulosas e depois com a troca da direção da maré fomos para a esquerda que estava perfeita. Eu fiquei com os Jaguaboys se revezando entre ondas, Alemão ficou na contenção de dar apoio ao Chumbo e Fink. Chumbo arrebentou e mostrou porque é um dos melhores surfistas big riders do país. Fink deu seu show a parte com seu skin board e apavorou toda galera no canal com cada onda surfada, rapaz é um fenômeno. Alemão também depois de fazer a função com a rapaziada foi pro cabo e arrebentou mostrando que tem muito surf no pé.

Quem também apareceu junto na trip foi o mestre João Capilé, praticamente um mentor dessa equipe que tem anos de história. Capilé ficou com um grupo de amigos se revezando no reboque.

Marcio Fraire, que morou no Hawaii por muitos anos com seu surf power de bakside, detonou, cara é um exemplo de Surfista, simplicidade, respeitoso e além disso surfa muito. Nossa equipe sentiu o peso dentro d'água, e não deixou barato não, representaram na sessão.

Já na terça feira o mar deu uma baixada e a galera mesclou o tow in com a remada. Uma galera vinda de Imbituba, Garopaba e Florianópolis trouxeram suas Guns e botaram pra baixo. Foram dois das alucinantes, com vibe boa, risadas, e altas ondas. Um swell diferente dos outros, uma energia entre amigos que eu não presenciava a tempo. Galera unida, time forte e uma união de amigos, isso é o big surf de verdade, ninguém é melhor que ninguém e a união faz a força .

No final na base da Atowinj em Jaguaruna se reunimos todos para um churrasco e agradecemos a Deus por mais esse swell, o swell Eloah

Comentários

Galerias | Mais Galerias