#competição #comunidade #surf 
Orange - Califórnia - Estados Unidos por Chico Padilha

CBSurf testa nova geração no Mundial Júnior de Surfe

CBSurf embarca time brasileiro ao Mundial Júnior de Surf 2019 da ISA. Seleção Brasileira Júnior de surfe disputa títulos em Huntington Beach, nos EUA, entre 26 de Outubro e 2 de Novembro.

Previsão Surfguru de águas rasas para Huntington Beach - CA - USA

O Brasil participa, de 26 deste mês a 03 novembro, do Mundial Júnior da Associação Internacional de Surf (ISA) em Huntington Beach, Califórnia, Estados Unidos, e para tanto embarca nesta quarta-feira seus três melhores Sub 18 e Sub 16 da Confederação Brasileira de Surf, tanto no masculino quanto no feminino, um total de 12 surfistas oriundos do seu ranking final de base, através do CBSurf Júnior Tour.

Renovação

Sempre com a proposta de deixar cada vez mais competitiva a nova geração, em 2019 o tour Júnior da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) passou pelos estados da Bahia, Santa Catarina e Paraíba, três dos sete que classificaram atletas ao ISA Mundial Júnior, a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Paraná, totalizando representação de alto rendimento das regiões sul (3), sudeste (6) e nordeste (3).

Suporte

Os atletas da seleção brasileira Júnior de surf estão recebendo suporte para o Mundial através da Confederação, o que inclui passagens aos Estados Unidos, transporte, apoio técnico, hospedagem e ajuda de custo diária para alimentação e despesas básicas, sendo que para alguns deles trata-se da primeira viagem internacional levando a experiência de disputar e se classificar pelo forte circuito de base da CBSurf, já confirmado pelo presidente Adalvo Argolo de voltar a ter quatro etapas em 2020, ano das Olimpíadas de Tóquio com estreia do surfe entre modalidades que valem medalhas, sendo a ISA o órgão internacional junto ao COI.

Elas e Eles

Os atletas da seleção comandada pelos técnicos Mikail "Balu" Schroeder (SC) e Gabriel Macedo (BA) são na Sub 18 Feminina as cariocas Majú Freitas (Janeiro 2002) e Júlia Duarte (Novembro 2002) mais a catarinense caçula Pamella Mel (Novembro 2005).

Na Sub 18 masculina o caçula é também catarinense e seu campeão nacional Heitor Mueller (Outubro 2004) estando no trio também o baiano vice Diogo Santos (Abril 2002) e o potiguar terceiro Lucas Vicente Silva (Janeiro 2002).

No Feminino Sub 16 a caçula do trio mirim delas é também sua campeã, Sophia Medina (Maio 2005), paulista a exemplo da prima vice campeã Isabela Saldanha (Outubro 2003), sendo a terceira do ranking e do time Mariana Areno (Outubro 2003), do Rio de Janeiro.

O trio Sub 16 masculino tem o paulista campeão Caio Costa (Janeiro 2004), o paranaense vice Kainan Meira (Março 2003) e o paraibano Yuri Barros

(Janeiro 2005) que garantiu a vaga de terceiro vencendo à etapa final em sia cidade, Cabedelo, na Paraíba, há menos de um mês, o que não impediu ele e outros conseguirem agilizarem o visto em curto prazo, tendo para tanto a CBSurf orientado e fornecido as certidões necessárias.

Tóquio, Brasil garantindo 4 vagas

Classificando-os pela Liga Mundial de Surf (WSL)  o Brasil vem garantindo no surf os máximos quatro representantes (dois homens e duas mulheres) em Tóquio, sendo o primeiro nome confirmado esta semana o de Tatiana Weston-Webb, do Rio Grande do Sul, enquanto a cearense Silvana Lima aguarda evento final no Havaí para confirmar a ida  que hoje alcança.

 As duas vagas certas no masculino tendo seus titulares indefinidos entre o bicampeão mundial (2014/2018), atual defensor do título e líder daliga mundial  Gabriel Medina, o também paulista e vice líder Filipe Toledo e o potiguar quarto da tabela Ítalo Ferreira, este dois últimos ainda pontuando na etapa portuguesa da liga mundial de surfe (WSL)  que tem retorno de disputas previsto agora apenas para a quinta-feira (24).

Caminho de Medina

“A maioria dos melhores surfistas do mundo competiu neste evento global da ISA, com muitos ganhando medalhas de ouro. Estrelas como o brasileiro Gabriel Medina e a australiana Steph Gilmore provaram ser os campeões mundiais júnior da ISA antes de partir para conquistar o esporte como adultos. Fique de olho em muitas futuras estrelas brilhando nas ondas durante a semana da competição.” declarou Fernando Aguerre presidente da Associaçoao de Surf International a ISA, International Surfing Association (ISA) na sigla em inglês.

O Campeonato Mundial de Surf Júnior da ISA 2019 será transmitido ao vivo de 26 de outubro a 3 de novembro no www.isasurf.org .

A programação é a seguinte:

26 de outubro - Cerimônia de Abertura 14:00 -16:00 (Horário de Brasília); Desfile das Nações na Rua principal ( Main Street) e Cerimônia das areias no Pier Plaza

26 de outubro - Início provável da competição, 19 horas  (Horário de Brasília) no lado sul do Huntington Beach Pier

27 de outubro a 3 de novembro - Competição no lado sul do Huntington Beach Pier, 11 : 30:00 - 21:00 horas (Horário de Brasília)

3 de novembro - Cerimônia de encerramento no Pier Plaza após o encerramento da competição.

  • * O horário da Califórnia (EUA) é de 4 horas a menos em relação ao de Brasília.

Equipes em https://isasurf.org/juniors/2019/en/teams/

Nomes confirmados nas olimpíadas (Inclusive pela liga mundial de surfe no qual o Brasil já tem três de quatro vagas confirmadas mas apenas um nome feminino definido).

Comentários

Galerias | Mais Galerias