#competição #comunidade #kitesurf 
Marrocos por Graziela Sirtoli

Bruna Kajiya busca vitória no mundial de kitesurf freestyle

Às vésperas da penúltima etapa do campeonato, Bruna Kajiya abre detalhes de sua preparação para encarar prova em Dakhla, no deserto do Saara.

Recuperada de uma lesão, em segundo lugar no ranking mundial e disputando o título com outra brasileira: este é o cenário que Bruna Kajiya, principal nome do kitesurf freestyle do Brasil, enfrenta neste final de 2019. Entre os dias 5 a 8 de outubro, ela enfrenta na cidade de Dakhla, no Marrocos, a penúltima etapa do mundial e espera fechar o ano com chave de ouro. Para mostrar tudo que envolve esses dias pré-competição, a atleta participa da série Se Prepara, produzida pela Red Bull TV. Por lá, ela revela detalhes de sua busca por uma boa colocação para o país.

“Esse ano foi super iluminado. Estou muito feliz com meu desempenho. Voltei de uma lesão e troquei de patrocinador. Isso sempre exige um período de adaptação com o novo equipamento. Mas me adaptei bem, minha recuperação do joelho foi muito boa. E logo na minha segunda competição, fiquei em segundo. E depois consegui vários pódios. Foi um ano de muito aprendizado, de ver que mesmo com as coisas estão totalmente fora do padrão, eu consegui me reorganizar e superar. Foi um ano para criar uma confiança grande em mim mesma”, conta.

Além de sua boa colocação em 2019, Bruna tem outro motivo para comemorar. A atleta, que luta pela presença de mais mulheres no esporte e pelo fortalecimento do Kitesurf no Brasil, agora tem a sua frente no ranking a brasileira Mikaili Sol, de 14 anos. “A gente tem uma relação muito especial. Apresentei o kitesurf freestyle para ela, e a Mika se amarrou em fazer manobras. Ela é uma menina que tem um futuro brilhante e onde eu posso, tento passar um pouco da minha jornada, para ajudá-la em seu caminho”, conta Bruna, que tem a luta por uma premiação igualitária entre homens e mulheres como uma de suas causas e tem a WSL como uma de suas inspirações.

Em meio a tudo que envolve esses dias pré-competição, a atleta conta em um dos episódios da série Se Prepara como consegue se afastar um pouco dessas tensões e da importância de se conectar com o mar para ter um bom desempenho. “O dia antes da competição é um dia muito tenso. Então busco fazer tudo que seja justamente ao contrário disso. Treinar me deixa em tensão, ficar no ambiente competitivo também. Então, eu busco conter minha ansiedade e saber que eu fiz tudo que foi possível”, revela.

Para acompanhar mais da rotina da atleta nesses dias que antecedem o evento, vale ficar de olho em suas redes sociais. Além disso, para conhecer mais de sua rotina pré-competição, seus exercícios preparatórios e também de sua rotina fora da água, vale acompanhar a série Se Prepara, que já está disponível. 

Comentários

Galerias | Mais Galerias