#competição #surf #longboard 
Olinda - Pernambuco - Brasil por Claudio Damangar

Tiago Silva faz a festa em Olinda

Olinda recebeu neste final de semana o Festival Olindense de Surf válido pela quinta etapa do Circuito Pernambucano de Surf 2019. Foram três dias com um público fiel que compareceu em peso todos os dias.

A praia de Zé Pequeno é a única praia urbana da região metropolitana do Recife liberada para a prática do surf, haja visto todas as demais praias da região registraram presença maciça de tubarões com vários casos de ataques.

A única dificuldade para o surf em Zé Pequeno é a janela de ondas de apenas algumas horas e em horários que podem entrar pela noite como foi o caso deste final de semana. Os três dias de competições terminaram já iluminados pela lua cheia.

Falando em luz, quem brilhou mais uma vez foi o ipojucano de Maracaipe Tiago Silva. Completamente elétrico, ele disputou a final contra outra máquina de aéreos, Douglas Silva.

Tiago se mostrou mais motivado nesta etapa e conseguiu inverter os resultado da etapa passada. Apesar do tipo de onda ser completamente diferente do que gosta de surfar, Tiago se mostrou fluido e veloz para concluir cada onda com seu repertório de aéreos que evidenciam o seu estilo. Apesar do show de Douglas, esta etapa foi a vez de Thiago.

As meninas fizeram final neste domingo com Ray Jatobá, Duda Falcão e Joyce Silva. Ray e Joyce mostraram estar se divertindo muito. Duda Falcão estava mais concentrada na vitória e procurou encontrar o seu melhor lugar para vencer as ondas de Zé Pequeno e suas adversárias.

Raoni Monteiro venceu mais uma vez nas categorias Master e Sênior se posicionando firme na disputa do título do circuito. Se adaptou rapidamente ao tipo de onda de Olinda para vencer inclusive surfistas locais como Júlio e Fernando Pereira. 

“Gostaria de agradecer aos pernambucanos que me recebem sempre muito bem, a todos aqui da praia que vieram nos prestigiar e principalmente a organização do evento. Geraldinho e equipe, Thales, o Prefeito de Olinda Professor Lupércio, o Vice Márcio Botelho e todos que mantém o surf tão forte aqui” – Comentou Raoni ao receber a premiação.

Outro destaque foi o jovem José Cláudio. Falante e animado, ele venceu nas categorias sub 16 e Sub 18 em baterias belíssimas que demonstraram bem o nível da nova geração do surf pernambucano que está chegando para dar trabalho ao mundo.

Jonatas Rafael foi o melhor na categoria sub 14, a categoria onde disputam os mais jovens do circuito e onde se inicia a preparação para a carreira de profissional.

Sem muitas surpresas no longboard. Romualdo Nascimento vence revezando a senda de vitórias ao lado de seu irmão Reginaldo Nascimento. Os irmãos mestres na categoria estão quase sempre nos lugares mais altos do pódio.

Ninguém vibrou mais do que Ricardo Erick ao receber a notícia de que virou a bateria em sua última onda para vencer a categoria Universitários formados. Taffarel Arruda venceu na categoria Universitários formandos.

Já no início da noite, Fernando Santos abriu o olho para vencer uma bateria difícil na categoria Kahuna contra colegas experientes como Roberto Bade numa bateria de 5 atletas.

A presença da imprensa e das autoridades municipais como O Prefeito Lupércio, o Vice- Prefeito Márcio Botelho e o Secretário de Esportes e Juventude Francisco Carvalho (Chiquinho) mostram a importância que a cidade dá para o surf e por isso a Federação Pernambucana agradece de coração.

Gratos também pela parceria com a Associação de Surf de Olinda do presidente Thales Odilany que representa também todos os seus colaboradores.

A última etapa do Circuito Pernambucano será o Gaibú Final Heat que acontece em Outubro pagando 20 mil reais em premiação e valendo pontos para o circuito brasileiro da Abrasp e com presença confirmada de alguns dos melhores surfistas do país.

Comentários

Galerias | Mais Galerias