#comunidade #educação #bodysurf 
Maceió - Alagoas - Brasil por Letícia Parada

I Seminário Técnico de Handsurf em Maceió

O handsurf clube de Maceió, Alagoas, promoverá o 1o seminário técnico e o lançamento do seu livro de regras no dia 27 de julho de 2019, no auditório do CENFOR no CEPA.

Criado há quase 2 anos, o clube irá apresentar os critérios de julgamento de competição do handsurf de Alagoas, de modo a preparar os atletas para os futuros eventos que serão realizados.

De acordo com Alberto Mariano, diretor técnico do clube e um dos responsáveis pelo seminário, “o handsurf praticado em Alagoas, e que começa a ser praticado em todo o Brasil e algumas partes da América do Sul, surgiu aqui em Alagoas. E diferente de todas as outras formas de handsurf conhecidas no mundo, o handsurf de Alagoas reproduz manobras do surf convencional como batida, floater, rasgada, cutback.”. Justamente por isso, o handsurf clube de Maceió buscou como apoio as regras da liga mundial de surf (a WSL - World Surf League) e realizou algumas adaptações visando melhorar o julgamento da performance do atleta.

Sobretudo, o livro oficial de regras do handsurf de Alagoas será lançado no seminário e questões relacionadas a interferência, aproveitamento e manobras na parte crítica da onda serão debatidas e esclarecidas com o público.

Apesar de os membros fundadores do handsurf clube serem veteranos e todos já terem sido campeões alagoanos ao menos uma vez, o handsurf clube ainda é recente. No entanto, Mariano ressalta que “acontecerá ainda esse ano o campeonato Alagoas Open, evento aberto para a participação de atletas de todo o mundo. E 2020 queremos realizar o circuito alagoano handsurf clube e por isso precisamos discutir junto aos atletas todo critério de julgamento e regras gerais de competição.”.

O seminário técnico será aberto ao público em geral, tanto atletas de handsurf como interessados em aprender sobre o esporte, e contará ainda com a participação de Rodrigo Pinheiro (vulgo “predador”), bodysurfer casca grossa do Rio de Janeiro.

O handsurf clube agradece o apoio da Surfciente, jacaré local, amargraf, Léo tintas e imóveis Robson Vitor, Surfguru e Ela No Mar (canal do YouTube).

Comentários

Galerias | Mais Galerias