#competição #surf 
Ubatuba - São Paulo - Brasil por Fábio Maradei

Hang Loose Surf Attack tem 2ª etapa em Ubatuba

Hang Loose Surf Attack tem 2ª etapa confirmada para os próximos dias 19, 20 e 21 em Ubatuba.

Previsão Surfguru de águas rasas para Itamambuca - SP

Depois da abertura em Maresias, chegou a vez da Praia de Itamambuca, em Ubatuba, outro importante “pico” do litoral paulista, ser a sede do Hang Loose Surf Attack, o circuito mais tradicional do Brasil nas categorias de base e responsável pela revelação de nomes como Gabriel Medina, Filipe Toledo e Adriano de Souza. As disputas em seis categorias com até 18 anos serão realizadas de 19 a 21 deste mês, reunindo mais de 230 competidores.

No ano passado, Itamambuca também recebeu a 2ª etapa do ranking, com vitórias duas vitórias caseiras, com Diego Aguiar, na júnior (sub18) e Ryan Kainalo, na estreante (sub12). Um dos grandes destaques foi Caio Costa, de São Sebastião, vitorioso na iniciante (sub14) e segundo na mirim (sub16). Também comemoraram os lugares mais alto do pódio, Sophia Medina, mais um talento sebastianense, na feminina (sub16), o paranaense Anuar Chiah, na petit (sub10) e o cearense radicado no RJ, Cauã Costa, na mirim.

Dos seis vencedores de 2018, Caio e Sophia chegam em Ubatuba como líderes na temporada, na júnior e feminina, respectivamente. Também venceram em Maresias Gabriel Dias, na mirim, Sunny Pires, na iniciante, e Murillo Couta, na estreante, todos representando São Sebastião, além de Kailani Rennó, que treina nas ondas de Itamambuca, na petit. O caçula, inclusive, foi o grande destaque na etapa inicial, com a maior nota entre todos os atletas, um 9,65 pontos. Já na disputa por cidades, São Sebastião largou na frente e busca repetir a conquista da temporada passada. 

Na divisão por cidades para as inscrições, os líderes do ranking têm a maior participação, com 32 vagas, Guarujá conta com 27 e os donos da casa, 24. No total, serão 236 atletas, com as categorias júnior e mirim tendo 56 inscritos em cada. Todas as disputas serão transmitidas ao vivo pela internet, no site www.fpsurf.com.br. Fora do mar, os competidores podem se divertir nas tendas da Hang Loose e parceiros, com muitas brincadeiras, jogos e arte.

O Hang Loose Surf Attack 2019 tem os patrocínios de Sthill, Super Tubes, Surf Trip, Kyw, Overboard Action Sports Store, Hot Water, Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura Municipal de Ubatuba, Associação Ubatuba de Surf (AUS), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

RANKING APÓS A 1ª ETAPA

PETIT (SUB10)

1 Kailani Rennó – Ubatuba – 1.000 pontos

2 Anuar Chiah – PR - 900

3 Calebe Simões – Ubatuba - 810

4 Eduardo Mulford – Ubatuba - 729

ESTREANTE (SUB12)

1 Murillo Coura – São Sebastião – 1.000 pontos

2 Daniel Duarte – Bertioga - 900

3 Lukas Camargo – PR - 810

4 Matheus Neves – São Sebastião - 729

INICIANTE (SUB14)

1 Sunny Pires – São Sebastião – 1.000 pontos

2 Ryan Kainalo – Ubatuba - 900

3 Daniel Duarte – Bertioga - 810

4 Guilherme Fernandes – Ubatuba - 729

FEMININA (SUB16)

1 Sophia Medina – São Sebastião – 1.000 pontos

2 Sophia Gonçalves – São Sebastião - 900

3 Kemily Sampaio – Praia Grande - 810

4 Isabela Saldanha – São Sebastião - 729

MIRIM (SUB16)

1 Gabriel Dias – São Sebastião – 1.000 pontos

2 Léo Casal – SC - 900

3 Heitor Mueller – SC - 810

4 Caio Costa – São Sebastião - 729

JÚNIOR (SUB18)

1 Caio Costa – São Sebastião – 1.000 pontos

2 Eric Bahia – São Sebastião - 900

3 Vinicius Parra – Santos - 810

4 Heitor Mueller – SC - 729

CIDADES

1 São Sebastião – 1.000 pontos

2 Ubatuba - 900

3 Guarujá - 810

4 Santos – 729

5 Bertioga – 656

6 Praia Grande – 590

7 Caraguatatuba – 531

8 São Vicente – 478

9 Ilha Comprida – 430

10 Peruíbe – 387

Comentários

Galerias | Mais Galerias