#competição #surf 
Japão por João Carvalho

Contagem regressiva para estreia do surf nas Olimpíadas

Os rankings do World Surf League Championship Tour 2019 valem dezoito vagas para os Jogos Olímpicos de Tokyo que começa em 24 de julho de 2020 no Japão.

O bicampeão mundial Gabriel Medina, Filipe Toledo, Italo Ferreira e Silvana Lima, falaram sobre a expectativa de poder representar o Brasil na busca por medalhas nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020. Nesta quarta-feira, 24 de julho, começa a contagem regressiva de 1 ano para o início das Olimpíadas do Japão e eles estão na batalha pelas vagas que estão em jogo no World Surf League Championship Tour deste ano.

Serão dez classificados pelo ranking masculino e oito pelo ranking feminino, limitado a dois atletas de cada país. A reta final da temporada 2019 já começou com a realização da sexta das onze etapas na África do Sul, encerrada com uma final verde-amarela entre Gabriel Medina e Italo Ferreira, vencida pelo atual campeão mundial.

Após o resultado do Corona Open J-Bay, os dois brasileiros que estão se garantindo nas Olimpíadas de Tokyo no momento, são o vice-líder do ranking, Filipe Toledo, e Italo Ferreira, quarto colocado. Com a vitória em Jeffreys Bay, Medina subiu para a sétima posição e a batalha pelas duas vagas do Brasil na World Surf League, será intensa nas próximas etapas.

Também estão se classificando, o novo líder Kolohe Andino e o bicampeão mundial John John Florence pelos Estados Unidos, Kanoa Igarashi pelo Japão, Jordy Smith pela África do Sul e Ryan Callinan e Julian Wilson pela Austrália, fechando os top-10 do Jeep Leaderboard. Os dois que completariam a lista formariam o time da França, com o taitiano Michel Bourez em 11.o no ranking e Jeremy Flores em 16.o lugar, pois os que estão acima dele são da Austrália e dos Estados Unidos.

Na categoria feminina, a gaúcha Tatiana Weston-Webb em oitavo lugar no ranking, é a única brasileira que está se confirmando nas Olimpíadas entre as top-8 do ranking do World Surf League Championship Tour. No momento, a cearense Silvana Lima ocupa a 13.a posição e pode até ficar com uma vaga, pois não existem muitos países representados no CT feminino.

A disputa entre as meninas está bastante acirrada. A havaiana Carissa Moore em primeiro no ranking e a californiana Lakey Peterson em quarto, ocupam as duas vagas dos Estados Unidos após a etapa sul-africana em Jeffreys Bay. Pela Austrália, estão se garantindo a vice-líder Sally Fitzgibbons e a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore, terceira colocada.

As outras surfistas que estão abaixo delas já são desses países, até a brasileira Tatiana Weston-Webb, que é seguida por Brisa Hennessy da Costa Rica e Johanne Defay da França. São sete no total, então resta uma surfista para completar a lista das oito, que pode ser Silvana Lima, pois mais duas australianas estão entre ela e a francesa que ocupa a décima posição no ranking.  

A próxima batalha por pontos no ranking masculino do World Surf League Championship Tour 2019 será no Tahiti Pro Teahupoo, que será disputado entre os dias 21 de agosto e 1.o de setembro nos tubos de Teahupoo, na Polinésia Francesa. Já para as meninas, a sétima etapa será junto com a oitava dos homens na piscina de ondas da World Surf League, criada por Kelly Slater em Lemoore, no interior da Califórnia, de 19 a 21 de setembro nos Estados Unidos.

Todas as etapas são transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo Facebook Live e pelo aplicativo da World Surf League.

------------------------------------------------------------------

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 - jcarvalho@worldsurfleague.com 

------------------------------------------------------------------

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

-----------------------------------------------------------

TOP-22 DO JEEP WSL LEADERBOARD – ranking das 6 etapas:

01: Kolohe Andino (EUA) – 33.845 pontos

02: Filipe Toledo (BRA) – 33.280

03: John John Florence (HAV) – 32.160

04: Italo Ferreira (BRA) – 29.950

05: Kanoa Igarashi (JPN) – 29.450

06: Jordy Smith (AFR) – 29.365

07: Gabriel Medina (BRA) – 26.895

08: Kelly Slater (EUA) – 21.055

09: Ryan Callinan (AUS) – 20.130

10: Julian Wilson (AUS) – 18.140

11: Michel Bourez (TAH) – 17.930

12: Owen Wright (AUS) – 17.365

12: Conner Coffin (EUA) – 17.365

14: Seth Moniz (HAV) – 16.800

15: Wade Carmichael (AUS) – 15.735

16: Jeremy Flores (FRA) – 15.375

17: Michael Rodrigues (BRA) – 14.725

18: Willian Cardoso (BRA) – 13.950

18: Deivid Silva (BRA) – 13.950

20: Peterson Crisanto (BRA) – 12.885

21: Adrian Buchan (AUS) – 12.680

22: Caio Ibelli (BRA) – 11.670

--------outros brasileiros:

25: Yago Dora (SC) – 9.970 pontos

27: Jessé Mendes (SP) – 9.830

35: Jadson André (RN) – 5.850

38: Adriano de Souza (SP) – 3.720

40: Mateus Herdy (SC) – 1.595

41: Krystian Kymerson (ES) – 1.330

44: Alex Ribeiro (SP) – 265

TOP-10 DO JEEP WSL LEADERBOARD – ranking das 6 etapas:

01: Carissa Moore (HAV) – 41.175 pontos

02: Sally Fitzgibbons (AUS) – 37.325

03: Stephanie Gilmore (AUS) – 35.065

04: Lakey Peterson (EUA) – 33.850

05: Caroline Marks (EUA) – 32.135

06: Courtney Conlogue (EUA) – 31.590

07: Malia Manuel (HAV) – 27.800

08: Tatiana Weston-Webb (BRA) – 25.120

09: Brisa Hennessy (CRI) – 21.840

10: Johanne Defay (FRA) – 19.930

13: Silvana Lima (BRA) – 16.800

20: Tainá Hinckel (BRA) – 2.610

Comentários

Galerias | Mais Galerias