#meio ambiente 
Nassau - Flórida - Estados Unidos por Richard Tribou | Orlando Sentinel

Bodyboarder mordida por tubarão na Flórida

Uma menina de 16 anos foi mordida por um tubarão em Amelia Island, no nordeste da Flórida, segundo o corpo de Bombeiros de Nassau

A adolescente estava pegando onda em frente ao seu hotel, o Omni Amelia Island Plantation Resort, quando o ataque aconteceu, de acordo com o The Florida Times-Union.

Autoridades relataram que a menina, que foi mordida no calcanhar e tornozelo, estava de férias no sul da Flórida. Nenhuma outra informação sobre o incidente estava disponível.

Este é o segundo relatório de mordida de tubarão na costa leste da Flórida em duas semanas. Um surfista de 18 anos foi mordido por um tubarão na praia de New Smyrna em 30 de junho.

Em abril, um tubarão mordeu um adolescente de Sanford na panturrilha enquanto ele mergulhava na água em New Smyrna Beach.

Na maioria dos anos, as mordidas de tubarão acontecem nas costas da Flórida mais do que em qualquer outro lugar do mundo, com o Condado de Volusia liderando o ranking. Isso geralmente acontece porque os surfistas perto de Ponce Inlet foram mordidos nas águas agitadas perto de New Smyrna Beach.

De acordo com o International Shark Attack File, para 2018, as mordidas de tubarão caíram em todo o mundo, com apenas 66 incidentes registrados, ante 88 em 2017. Dos 66 em 2018, 32 ocorreram em águas norte-americanas. A Flórida foi o lar de metade dos 32 ataques, com 16 no total em 2018.

O condado de Volusia mais uma vez liderou com quatro mordidas, enquanto Brevard tinha três, condados de Nassau e St. Lucie com dois, e uma mordida em cada condado de Duval, Monroe, Palm Beach, Pinellas e St. Johns.

Historicamente, o International Shark Attack File observa que, desde 1882, a Flórida teve 827 ataques de tubarão não provocados. O Condado de Volusia é o número 1, de longe, com 303, enquanto Brevard é o número 2, com 147, e o de Palm Beach, em terceiro, com 76.

O arquivo também acompanha os meses mais perigosos com dados desde 1926. Assim, nos últimos 92 anos, mais de 70 ataques por mês foram de julho a outubro, com 103 dos ataques que aconteceram em setembro.

Fonte: Orlando Sentinel

Comentários

Galerias | Mais Galerias