#competição #surf 
Lima - Lima - Peru por João Carvalho

Estrelas do QS 3000 Copa Tubos estreiam no Peru

O "Inka Team" mostrou sua força na sexta-feira, com Cristobal de Col ganhando a maior nota do dia e Miguel Tudela, Carlo Zapata e Ricardo Cruzado também já passando para a quinta fase.

Previsão Surfguru para Punta Hermosa, Lima - Peru

As principais atrações do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 começaram a estrear na sexta-feira e quatro integrantes do “Inka Team” já passaram para a fase dos 32 melhores no pointbreak de esquerdas perfeitas de Señoritas, em Punta Hermosa. Cristobal de Col igualou a maior nota do dia – 8,0 – do francês Marc Lacomare em sua primeira apresentação no evento mais importante da história do WSL Qualifying Series no Peru. Carlo Zapata manteve a invencibilidade sem perder nenhuma bateria desde a primeira fase e o número 6 do ranking mundial, Miguel Tudela, e Ricardo Cruzado, também já estão entre os 32 melhores no Peru.

Confira a transmissão webcast do 3º dia do QS 3000 Copa Tubos 2019:

“O mar está bem complicado e minha bateria foi no auge da maré cheia, então não vieram muitas ondas boas”, lamentou Miguel Tudela. “A estratégia que eu tinha, tive que mudar bastante durante a bateria, mas o importante era passar para a próxima fase. Eu estou confiante no meu surfe e pena que as ondas não foram melhores, mas finalmente nós temos um evento importante em casa. Acredito que nós merecíamos isso pela qualidade das ondas e dos surfistas que temos aqui. É um evento que pode servir de exemplo para outros organizadores locais e vamos com tudo buscar um bom resultado aqui”.

Destaques do dia:

A bateria de Miguel Tudela foi a quarta da quarta fase, que começou com outra estrela peruana não passando da sua estreia no Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000. Alonso Correa era o sul-americano que estava mais próximo de entrar na lista dos dez surfistas que o QS classifica para a elite dos top-34 da World Surf League, mas acabou sendo eliminado nos minutos finais da bateria pelo brasileiro Krystian Kymerson. O ex-top do CT, Heitor Alves, liderou o confronto desde o início e se classificou em primeiro lugar.

“É muito bom começar um evento vencendo a bateria, ainda mais eu que estou vindo de derrotas”, disse Heitor Alves. “Aqui é diferente, tem ondas boas, porque lá na Austrália só tinha ondas pequenas. Estou amarradão aqui e tá até parecendo um freesurf de tão bom. Foi maneiro o Krystian (Kymerson) também passar, porque a gente está ficando junto aqui no Peru. Já tínhamos combinado de dar o gás para passar nós dois, mesmo com um surfista local muito bom na bateria (Alonso Correa). Ele até ficou meio afastado de mim para a gente não ter que ficar brigando por onda e deu tudo certo. Foi show”.

PERUANO INVICTO – A torcida peruana que encheu a praia de Señoritas na sexta-feira para torcer para o “Inka Team” lamentou a derrota de Alonso Correa, que estava em 14.o lugar no ranking do QS, mas logo vibrou bastante com Carlo Mario Zapata no confronto seguinte. Ele não perdeu nenhuma bateria desde a primeira fase e foi o primeiro peruano a passar para a rodada dos 32 melhores surfistas do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000. Na briga pela segunda vaga da bateria, o brasileiro Yuri Gonçalves despachou o francês Nomme Mignot e o norte-americano Shaun Burns.

“Essa é uma onda que eu gosto muito e onde sempre surfo quando eu posso, pois o meu forte é o backside, então aqui é perfeito para mim”, disse Carlo Zapata. “Estou contente em estar aqui competindo em casa e esse campeonato é superimportante. Não tenho como viajar para a Austrália ou outros países, então estar aqui em casa, sem gastar dinheiro com passagens, hospedagens, é uma facilidade muito boa para todos nós peruanos e dos países vizinhos. Não é preciso fazer uma viagem de 8 horas ou mais e a parte econômica no surfe é importante. Estou muito contente e vamos com tudo Inka Team”.

MELHORES DO DIA – Na terceira bateria, entraram dois peruanos para enfrentar dois brasileiros e um de cada país se classificou. O carioca Lucas Silveira começou bem e dominou todo o confronto, mas no final Cristobal de Col achou uma boa onda para mostrar toda a potência do seu surfe e ganhar nota 8,0 para vencer a bateria por 14,00 pontos. Ele acabou igualando os recordes da sexta-feira até ali, registrados pela manhã pelo francês Marc Lacomare, que também tirou uma nota 8,0 e totalizou 14,00 pontos na bateria em que dois peruanos foram eliminados, Alvaro Malpartida e Gabriel Arturo Vargas.

Depois, dois surfistas ultrapassaram essa pontuação nas baterias que fecharam a sexta-feira de boas ondas em Señoritas. Primeiro, o mexicano Jhonny Corzo, que conseguiu uma nota 7,40 em sua última onda para sair do terceiro lugar para a vitória com 14,27 pontos. Depois, o número 5 do ranking do QS, Alex Ribeiro, aumentou este recorde para 15,04 pontos também na última onda. Os juízes deram 7,87 que somou com o 7,17 da primeira para fazer o maior placar do dia. O peruano Ricardo Cruzado passou em segundo, eliminando o sul-africano Jake Elkington e Brian Perez, de El Salvador.

Pela manhã, sete peruanos competiram nas baterias restantes da terceira fase que abriram a sexta-feira em Punta Hermosa e apenas dois integrantes do “Inka Team” se classificaram, Joaquin del Castillo e o big-rider Gabriel Villaran. Ambos passaram em segundo lugar nas suas baterias. Na do experiente Villaran, dois brasileiros estavam passando juntos até os últimos minutos, mas o peruano reagiu no final surfando duas ondas seguidas que lhe garantiram a passagem para a rodada dos cabeças de chave na disputa vencida pelo brasileiro Samuel Pupo.

“Foi difícil porque o início da bateria foi muito lento para mim, mas sempre com fé de encontrar boas ondas”, disse Gabriel Villaran. “A última que eu surfei, que foi a melhor, eu já sabia que ia ser boa. Eu estava em terceiro lugar e não tinha o que escolher, porque só faltavam 2 minutos, então consegui fazer boas manobras para passar a bateria no final. Definitivamente, os locais daqui conhecem um pouco mais Señoritas, que é difícil quando está como agora. Eu só queria passar para tentar melhorar minha performance porque meu desejo é chegar no dia final. É o Inka Team aí representando e Arriba Perú”.

O paulista Samuel Pupo ainda é o dono da melhor apresentação nas esquerdas de Señoritas, pois ninguém conseguiu tirar uma nota maior do que o 8,23 que ele ganhou na quinta-feira. Nesta bateria contra Gabriel Villaran, o atual campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America, demorou para pegar sua primeira onda, mas escolheu bem e ela abriu a parede para fazer uma série de grandes manobras que valeram nota 7,5. O catarinense Alex Lima estava sempre em segundo lugar, até Gabriel Villaran impedir a dobradinha brasileira no final.

“O mar hoje está bem difícil e as baterias estão rolando com pontuações bem baixas, então eu sabia que se conseguisse fazer uma onda na casa dos 6, 7 pontos, teria grandes chances de passar a bateria”, disse Samuel Pupo. “A bateria começou como todas as outras, com notas baixas e acho que a direção do swell não está muito boa para cá. Eu demorei um pouco pra pegar onda, mas já comecei do jeito que eu queria, com um 7,5 e isso me deixou mais calmo. Depois só fiz outra pra somar e deu certo. Espero continuar assim nas próximas”.

INKA TEAM – Na sexta-feira foram realizadas a metade das dezesseis baterias da quarta fase e os cabeças de chave do Claro Open Pro – Copa Tubos QS 3000 vão continuar estreando a partir das 8h00 do sábado no Peru, 10h00 no fuso de Brasília. O “Inka Team” sofreu algumas baixas, mas quatro já estão entre os 32 melhores do campeonato e cinco ainda vão disputar classificação na quarta fase neste sábado, Jhonny Guerrero e Joaquin del Castillo na primeira bateria do dia, Lucca Mesinas na terceira, Tomas Tudela na sexta e Gabriel Villaran na última desta rodada.

Além dos cinco peruanos, quinze brasileiros, três chilenos, dois argentinos, dois franceses, um norte-americano, um havaiano, um inglês, um japonês e um surfista da Costa Rica, vão disputar essas oito baterias da quarta fase que ficaram para abrir o sábado que promete ser mais um dia de altas ondas e praia cheia em Señoritas. A programação é realizar vinte baterias no penúltimo dia, essas oito, mais oito da quinta fase e quatro da sexta, que define os classificados para as quartas de final que vão abrir o domingo decisivo em Punta Hermosa.

O Claro Open Pro - Copa Tubos QS 3000 é a segunda etapa promovida pela WSL South America esse ano e a 17.a válida pelo circuito mundial do WSL Qualifying Series. A competição está sendo transmitida ao vivo de Punta Hermosa pelo www.worldsurfleague.come a primeira chamada do sábado será às 7h45 no Peru, 9h45 no fuso horário de Brasília.

----------------------------------------------------------------

João Carvalho – WSL South America Media Manager

+55 (48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

----------------------------------------------------------------

Comunicação do evento:

Hans Firbas – hans@firbas.net

Cel: +51 996 864 785

----------------------------------------------------------------

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial. Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

TERCEIRA FASE – 3.o=65.o lugar com 210 pts e 4.o=81.o lugar com 180 pts:

--------baterias que fecharam a quinta-feira:

1.a: 1-Kaiki Yamanaka (JPN), 2-Shaun Burns (EUA), 3-Sebastian Correa (PER), 4-André Gonçalves (BRA)

2.a: 1-Carlo Zapata (PER), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Fernando Junior (BRA), 4-Nicolas Vargas (CHL)

3.a: 1-Kauê Germano (BRA), 2-Cole Houshmand (EUA), 3-Luciano Brulher (BRA), 4-Pedro Dib (BRA)

4.a: 1-Anthony Fillingim (CRI), 2-Adrian Garcia (PER), 3-Yuri Schoenau (BRA), w.o-Vitor Ferreira (BRA)

5.a: 1-Lucas Vicente (BRA), 2-Juninho Urcia (PER), 3-Raul Dañino (PER), 4-Tomas Lopez Moreno (ARG)

6.a: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Aldo Chirinos (CRI), 3-Paul Cesar Distinguin (FRA), 4-Tamae Bettero (BRA)

7.a: 1-Stevie Pittman (EUA), 2-Jake Elkington (AFR), 3-Roberto Araki (CHL), 4-Carlos Gonçalves (EQU)

--------baterias que abriram a sexta-feira:

8.a: 1-Brian Perez (SLV), 2-Jhonny Corzo (MEX), 3-Pedro Nogueira (BRA), 4-Felipe Oliveira (BRA)

9.a: 1-Marc Lacomare (FRA), 2-Thiago Guimarães (BRA), 3-Alvaro Malpartida (PER), 4-Gabriel Arturo Vargas (PER)

10: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Joaquin del Castillo (PER), 3-Herbert Moreno (BRA), 4-Paulo Andrade (BRA)

11: 1-Luke Dillon (ING), 2-Luan Wood (BRA), 3-Pedro Bianchini (BRA), 4-Leonardo Barcelos (BRA)

12: 1-Igor Moraes (BRA), 2-Kim Matheus (BRA), 3-Nicolas Nugent (PER), 4-Samuel Igo (BRA)

13: 1-Ben Coffey (EUA), 2-Takuto Ohta (JPN), 3-Weslley Dantas (BRA), 4-Sebastian De Romana (PER)

14: 1-Maximiliano Cross (CHL), 2-Ian Gentil (HAV), 3-Amaru Rodriguez (PER), 4-Gustavo Dvorquez (CHL)

15: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Gabriel Villaran (PER), 3-Alex Lima (BRA), 4-Ryland Rubens (EUA)

16: 1-Daniel Templar (BRA), 2-Mateus Sena (BRA), 3-Theo Fresia (BRA), 4-Brayner Silva (BRA)

QUARTA FASE – entrada dos 32 principais cabeças de chave:

-----------3.o=33.o lugar (US$ 550 e 360 pontos) e 4.o=49.o lugar (US$ 450 e 330 pts)

1.a: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Kaiki Yamanaka (JPN)

2.a: 1-Carlo Zapata (PER), 2-Yuri Gonçalves (BRA), 3-Nomme Mignot (FRA), 4-Shaun Burns (EUA)

3.a: 1-Cristobal de Col (PER), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Kauê Germano (BRA), 4-Adrian Garcia (PER)

4.a: 1-João Chianca (BRA), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Anthony Fillingim (CRI), 4-Cole Houshmand (EUA)

5.a: 1-Noe Mar McGonagle (CRI), 2-Wesley Leite (BRA), 3-Lucas Vicente (BRA), 4-Aldo Chirinos (CRI)

6.a: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Gatien Delahaye (FRA), 3-Juninho Urcia (PER), 4-Makai McNamara (HAV)

7.a: 1-Jhonny Corzo (MEX), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-Stevie Pittman (EUA), 4-Ruben Vitoria (ESP)

8.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Ricardo Cruzado (PER), 3-Jake Elkington (AFR), 4-Brian Perez (SLV)

--------baterias que vão abrir o sábado:

9.a: Carlos Munoz (CRI), Jhonny Guerrero (PER), Marc Lacomare (FRA), Joaquin del Castillo (PER)

10: Marcos Correa (BRA), Manuel Selman (CHL), Thiago Camarão (BRA), Thiago Guimarães (BRA)

11: Lucca Mesinas (PER), Guillermo Satt (CHL), Luke Dillon (ING), Kim Matheus (BRA)

12: Jeronimo Vargas (BRA), Renan Peres (BRA), Igor Moraes (BRA), Luan Wood (BRA)

13: Ian Gouveia (BRA), José Gundesen (ARG), Ben Coffey (EUA), Ian Gentil (HAV)

14: Tomas Tudela (PER), Vitor Mendes (BRA), Maximiliano Cross (CHL), Takuto Ohta (JPN)

15: Tristan Guilbaud (FRA), Pedro Neves (BRA), Samuel Pupo (BRA), Mateus Sena (BRA)

16: Bino Lopes (BRA), Facundo Arreyes (ARG), Daniel Templar (BRA), Gabriel Villaran (PER)

QUINTA FASE – 3.o=17.o lugar (US$ 700 e 600 pts) e 4.o=25.o lugar (US$ 600 e 555 pts):

------------baterias já formadas com os resultados da sexta-feira:

1.a: Miguel Tudela (PER), Heitor Alves (BRA), Lucas Silveira (BRA), Carlo Zapata (PER)

2.a: Krystian Kymerson (BRA), Cristobal de Col (PER), Yuri Gonçalves (BRA), João Chianca (BRA)

3.a: Noe Mar McGonagle (CRI), Leandro Usuña (ARG), Luan Carvalho (BRA), Ricardo Cruzado (PER)

4.a: Alex Ribeiro (BRA), Gatien Delahaye (FRA), Wesley Leite (BRA), Jhonny Corzo (MEX)

Comentários

Galerias | Mais Galerias