#competição #surf 
Oahu Costa Norte - Hawaii - Estados Unidos por Redação Surfguru

Jack Robinson vence o Pipe Pro 2019

O último dia do Pipe Pro 2019 amanheceu com um swell de Noroeste oferecendo boas ondas de 6 a 8 pés na bancada de Pipeline. O mar foi subindo durante o dia e, na grande final, vencida por Jack Robinson, algumas séries chegaram aos 10 pés.

A terça-feira amanheceu com boas ondas para iniciar as oitavas de final do Volcom Pipe Pro. A primeira bateria começou as 8h00 no Havaí (16h00 em Brasília). Os peruanos Miguel Tudela e Cristobal De Col foram os únicos sul-americanos entre os 32 concorrentes ao título do QS 3000 de Pipeline. Cristobal entrou na terceira bateria e Miguel na 4ª. Miguel Tudela passou para as quartas de final do Volcom Pipe Pro na bateria vencida por Keanu Asing nos tubos de 6-8 pés da terça-feira em Pipeline, mas o também peruano Cristobal De Col não conseguiu pegar boas ondas na sua e saiu da briga pelo título do QS 3000 do Havaí.

O australiano Jack Robinson foi o grande nome durante todo o dia, desde sua bateria nas Oitavas de Final, onde somou 19.57 pontos (10 + 9.57), ele mostrou muita intimidade com os tubos, principalmente com os do Backdoor. Na Final, Jack escolheu bem as ondas e somou 14.87 pontos (7.00 + 7.87), deixando Barron Mamiya (HAW) em 2º, Reef Heazlewood (AUS) em 3º e Balaram Stack (EUA) em 4º.

“Eu estou no mundo da lua, não poderia ter mais confiança para começar o ano com uma vitória aqui – é tão bom quanto parece”, disse Robinson. “É o evento mais difícil durante todo o ano e Pipeline e me sinto como se fosse escolhido. Se uma onda vier, vem. Você tem que estar ligado para ganhar este campeonato. Você pode fazer toda a preparação do mundo para estar pronto, mas se a onda não vier até você, você fica no outside olhando para trás. Obrigado a todos por terem vindo e me apoiado. Eu não poderia fazer isso sem o meu pai, meus amigos, minha namorada – todos os meninos locais aqui me fazem sentir em casa”, diz o campeão.

“Eu me sinto confiante e só quero chegar ao World Tour já”, acrescenta Robinson. “É onde eu deveria estar. Vai ser muito difícil chegar lá, mas sinto que é hora”, finaliza o australiano.

O havaiano Barron Mamiya foi outro destaque do dia, além do troféu de Vice-Campeão, ele levou o "Life in the Bowl award" pelo melhor tubo surfado no evento, tubo nota 10 que pegou pro Backdoor na Semifinal. 

O havaiano Kalani David foi outro nome de destaque durante o Pipe Pro 2019 e recebeu o "Todd Chesser Charger of the Event Award", prêmio dado ao surfista mais atirado do evento.

Resultado do Volcom Pipe Pro 2019

1 Jack Robinson (AUS)

2 Barron Mamiya (HAV)

3 Reef Heazlewood (AUS)

4 Balaram Stack (EUA)

5 Brodi Sale (HAV)

5 Cody Young (EUA)

7 Miguel Tudela (PER)

7 Sebastian Zietz (HAV)

9 Joshua Moniz (HAV)

9 Aritz Aranburu (ESP)

9 Skip McCullough (EUA)

9 Gatien Delahaye (FRA)

13 Torrey Meister (HAV)

13 Keanu Asing (HAV)

13 Soli Bailey (AUS)

13 Kalani David (HAV)

Galeria de campeões do Volcom Pipe Pro

2010 – Jamie O´Brien (HAV)

2011 – John John Florence (HAV)

2012 – John John Florence (HAV)

2013 – John John Florence (HAV)

2014 – Kelly Slater (EUA)

2015 – John John Florence (HAV)

2016 – Kelly Slater (EUA)

2017 – Soli Bailey (AUS)

2018 – Joshua Moniz (HAV)

2019 – Jack Robinson (AUS)

Fonte: WSL

Comentários

Galerias | Mais Galerias