#competição #surf 
Sydney - Nova Gales do Sul - Austrália por Redação Surfguru

Connor O'Leary e Philippa Anderson vencem QS em Maroubra

Connor O'Leary e Philippa Anderson venceram no QS 1000 Carve Pro 2019 em um dia de ondas difíceis na praia de Maroubra.

O australiano Connor O'Leary deixou claro que está afim de voltar à elite da WSL, mostrando as habilidades que lhe deram o título de Rookie of the Year em 2017. O'Leary ficou atrás durante a maior parte da bateria final contra Caleb Tancred, mas encontrou uma esquerda nos últimos três minutos para fazer um excelente 8.83 e assumir a liderança.

"Foi como se eu tivesse feito uma bateria de três minutos", disse O'Leary. "Eu pensei em apenas sentar e terminar a bateria com prioridade e não pegar uma onda, mas felizmente eu encontrei aquela pequena esquerda e deu certo. 2018 foi definitivamente um ano estranho para mim e houve algumas coisas que não foram do meu jeito, mas sem desculpas. Estou animada por estar indo para 2019."

Philippa Anderson começou sua campanha no QS 2019 voando graças a essa vitória no Carve Pro. Ela dominou a final de ondas fracas, com 13.66 pontos para levar vantagem sobre Holly Wawn com uma série de manobras fortes e fluidas de frontside.

"Sair com uma vitória no primeiro evento do ano é muito bom", disse Anderson. "Vou dar uma boa partida no QS este ano. Começar o ano em New South Wales botando os pés na parafina no meu próprio estado é incrível. Chegar tão perto de se classificar no ano passado e começar este ano com uma vitória, confirma na minha cabeça que eu posso surfar nesses eventos e estou fazendo a coisa certa ".

Caleb Tancred parecia quase certo para conquistar sua segunda vitória no QS no Carve Pro, mas como o tempo passou (e sem ter prioridade), Tancred foi forçado a assistir O'Leary arrebatar sua liderança graças a um 8.83. Depois de conquistar a vitória no Port Stephens Pro no final de 2018 e agora um vice-campeonato em Maroubra, Tancred entra na temporada 2019 do Qualifying Series cheio de confiança.

"Foi muito divertido surfar algumas baterias aqui", disse Tancred. "Infelizmente, o swell baixou um pouco hoje, mas ainda assim foi muito bom dividir uma bateria com alguém como Connor. Espero que ele volte a se sair bem neste ano e volte para a elite."

Apesar de apresentar performances estelares ao longo de todo o Carve Pro, Holly Wawn foi incapaz de encontrar o mesmo ritmo na final. Wawn permaneceu paciente na bateria, pegando apenas cinco ondas, mas foi incapaz de encontrar o mesmo ritmo que a levou para a final e teve que se contentar com o vice-campeonato.

A carioca Anne Dos Santos conseguiu o melhor resultado entre as sul-americanas que já competiram neste início de ano, terceiro lugar no QS 1000 Carve Pro perdendo para Holly Wawn nas semifinais que depois perdeu a decisão do título na final australiana com Philippa Anderson.

Fonte: WSL

Comentários

Galerias | Mais Galerias