#comunidade #surf #bodyboarding 
Hawaii - Estados Unidos

Brasileiros morrem surfando no Hawaii

Redação Surfguru

A semana de boas ondas no Hawaii foi marcada por duas perdas trágicas para o surf brasileiro, Plinio Lattanzi e Marcus Biju faleceram enquanto surfavam no arquipélago.

Marcos Biju, "Barrel Hunter", como era conhecido, foi encontrado inconsciente, boiando nas águas de Pipeline na manhã desta quinta-feira.

O acidente ocorreu às 7h30 da manhã, o que significa que os salva-vidas ainda não estavam em serviço em Ehukai Beach Park. Não se sabe exatamente o que causou sua morte.

Biju pode ter atingido o reef com a cabeça antes de perder a consciência e se afogar. Banhistas e surfistas retiraram Biju da água e realizaram ressuscitação cardiopulmonar até que os paramédicos chegaram e o transportaram para o Centro Médico de Kahuku.

"Perdemos um irmão, um amigo e um dos maiores amantes de tubos e ondas boas que já conheci. Seu espírito alegre e suas contagiantes vibrações positivas permanecerão em nossos corações para sempre", disse o ex-campeão mundial de bodyboarding, Guilherme Tâmega. "Biju fará falta para seus amigos e tantos outros que tiveram a oportunidade de conhecê-lo. Nossos pensamentos e orações estão com a família de Silva."

O hexacampeão mundial Guilherme Tâmega também criou uma página de crowdfunding para ajudar a família de Marcus com as despesas do velório.

Biju será lembrado por seu sorriso contagiante e seu vício em pegar tubos, mesmo em ondas pequenas. Ele estava sempre espalhando mensagens positivas, dentro e fora da água, e pronto para ajudar os outros.

"Descanse em amor, meu amigo. Seu aloha permanecerá entre todos nós para sempre. Um surfista de Pipeline se foi, mas nunca será esquecido. Mahalo!" expressou Claudia Ferrari, campeã mundial de bodyboard de 1995.

"Eu nem sei o que dizer. Estou sem palavras. Ele sempre era a pessoa mais legal do lineup, dizendo o quão irada sua última onda tinha sido, um cara tão positivo", acrescentou Kalani David.

Marcus Biju sempre afirmou que "o oceano é meu planeta e minha alma gêmea. Eu não consigo me descrever melhor do que uma caçador de tubos e um viciado em adrenalina".

Pipeline é uma das ondas mais desafiadoras e perigosas do planeta, mesmo para atletas veteranos, fotógrafos e cinegrafistas. O Reef break já custou a vida a vários surfistas, incluindo Andy Chuda, Travis Musselman, Moto Watanabe, Jon Mozo, Malik Joyeux, Joaquin Velilla e Joshua Nakata.

Pai do waterman carioca Kalani Lattanzi, Plinio, 54, foi encontrado inconsciente na tarde do último sábado (12) em Honolua Bay, Maui.

O tenente Gregg Okamoto, porta-voz do Departamento da Polícia de Maui, disse que os surfistas viram Lattanzi aproximadamente às 17h do sábado. Eles o levaram para terra e fizeram a ressuscitação cardiopulmonar. Okamoto disse que os médicos realizaram os possíveis esforços para salvar a vida de Lattanzi. Plinio foi transportado de ambulância em estado crítico, no entanto, mais tarde foi declarado morto, de acordo com o chefe dos Serviços de Bombeiros de Maui, Rylan Yatsushiro. 

As autoridades disseram que o incidente foi uma das várias chamadas de resgate oceânico atendidas pelo departamento no fim de semana. O incidente ocorreu na costa noroeste, onde grandes ondas foram relatadas.

Uma remada em homenagem a Plinio Lattanzi acontece no dia 26 de janeiro em Honolua Bay.

Prestamos condolências à família e amigos de Marcos Biju e Plinio Lattanzi.

 

 

Fontes: Surfer Today e Maui Now

Comentários

Galerias | Mais Galerias