#competição #surf 
Taitung - Taiwan por João Carvalho

Sul-africano ganha o título mundial de Longboard em Taiwan

Steven Sawyer barrou o tricampeão Taylor Jensen nas semifinais e derrotou o havaiano Kai Sallas na decisão do Taiwan Open of Surfing no domingo e na segunda-feira começa o Pro Junior.

O sul-africano Steven Sawyer, 24 anos, é o novo campeão mundial de Longboard da World Surf League. Ele conquistou seu primeiro título na final do Taiwan Open of Surfing contra o havaiano Kai Sallas. Antes, tinha barrado o defensor do título que buscava o tetracampeonato, Taylor Jensen, dos Estados Unidos. Nenhum sul-americano chegou no domingo decisivo do Mundial de Longboard e nesta semana o evento define nas mesmas ondas de Jinzun Harbour, os títulos mundiais da categoria Pro Junior, para surfistas com até 18 anos de idade. A primeira chamada será as 7h00 da segunda-feira em Taiwan, 20h00 do domingo no Brasil.

O time sul-americano formado nas seletivas da WSL South America, ficou composto pelos brasileiros Samuel Pupo e Eduardo Motta, os peruanos Jhonny Guerrero, Raul Dañino e Sol Aguirre na equipe feminina junto com a argentina Catalina Mercere. Além deles, o brasileiro Mateus Herdy vai competir como convidado da WSL. O formato de disputa é o mesmo das etapas do World Surf League Championship Tour que foi utilizado no Mundial de Longboard, com 36 desafiantes na categoria masculina e dezoito na feminina.

Nos pranchões, há muitos anos o último dia do evento que decidiu o título não tinha algum surfista da América do Sul, como aconteceu neste domingo na Ilha Taiwan. Os bicampeões mundiais Phil Rajzman e Piccolo Clemente perderam na quarta fase no sábado, junto com o brasileiro Jefson Silva, com os três ficando em nono lugar no ranking 2018 da WSL. Na mesma posição terminaram a carioca Chloé Calmon e a pernambucana Atalanta Batista no feminino.

Um dos surfistas que barrou Phil Rajzman acabou se tornando o campeão mundial no domingo. No último dia, o sul-africano Steven Sawyer despachou dois norte-americanos para chegar na decisão do título, Tony Silvagni nas quartas de final e o tricampeão Taylor Jensen nas semifinais. Já o havaiano Kai Sallas derrotou o francês Edouard Delpero que venceu esta etapa de Taiwan no ano passado e outro americano nas semifinais, Cole Robbins.

“Eu ainda me belisco para ver se não estou sonhando quando surfo contra caras como o Kai (Sallas), Taylor (Jensen) e Harley (Ingleby)”, disse Steven Sawyer. “Eles são todos meus ídolos e competir contra eles é quase surreal para mim. Eu fiquei vendo o Kai quebrando a semana toda e já achava que ele seria o cara a ser batido esse ano aqui. Então, eu entrei na final muito nervoso, mas depois acalmei com o incrível apoio que estava recebendo do público na praia, o que me deixou muito animado para vencer o evento. Esta é a segunda vez que venho à Taiwan e acho que foi a melhor viagem que fiz na vida. É um lugar incrível, com ondas incríveis e agora se tornou ainda mais especial para mim”.

Mais informações, notícias, fotos, vídeos e todos os resultados do Mundial de Longboard podem ser acessadas na página do Taiwan Open of Surfing no www.worldsurfleague.com que segue transmitindo o evento ao vivo nessa semana com a decisão dos títulos mundiais da categoria Pro Junior. A primeira chamada da segunda-feira para as categorias masculina e feminina será as 7h00 em Taiwan, 21h00 do domingo no Brasil.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial. Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

-----------------------------------------------------------

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

-----------------------------------------------------------

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO TAIWAN OPEN OF SURFING:

Campeão: Steven Sawyer (AFR) por 16,10 pontos (8,17+7,93) – US$ 15.000 de prêmio

Vice-campeão: Kai Sallas (HAV) com 15,10 pontos (7,60+7,50) – US$ 7.500

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 3.750 de prêmio:

1.a: Steven Sawyer (AFR) 16.10 x 12.96 Taylor Jensen (EUA)

2.a: Kai Sallas (HAV) 15.80 x 15.10 Cole Robbins (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 2.250:

1.a: Steven Sawyer (AFR) 14.76 x 12.94 Tony Silvagni (EUA)

2.a: Taylor Jensen (EUA) 14.23 x 13.57 Harley Ingleby (AUS)

3.a: Kai Sallas (HAV) 16.33 x 12.83 Edouard Delpero (FRA)

4.a: Cole Robbins (EUA) 14.67 x 12.36 Antoine Delpero (FRA)

DECISÃO DO TÍTULO MUNDIAL FEMININO NO SÁBADO:

Campeã: Soleil Errico (EUA) por 15,96 pontos (8,23+7,73) – US$ 10.000 de prêmio

Vice-campeã: Rachael Tilly (EUA) com 14,17 pontos (7,27+6,90) – US$ 5.000

CAMPEÕES MUNDIAIS DE LONGBOARD DA WORLD SURF LEAGUE:

2018: Steven Sawyer (AFR) e Soleil Errico (EUA)

2017: Taylor Jensen (EUA) tricampeão e Honolua Blomfield (HAV)

2016: Phil Rajzman (BRA) bicampeão e Tory Gilkerson (EUA)

2015: Piccolo Clemente (PER) bicampeão e Rachael Tilly (EUA)

2014: Harley Ingleby (AUS) bicampeão e Chelsea Williams (AUS)

2013: Piccolo Clemente (PER) e Kelia Moniz (HAV) bicampeã

2012: Taylor Jensen (EUA) bicampeão e Kelia Moniz (HAV)

2011: Taylor Jensen (EUA) e Lindsay Steinriede (EUA)

2010: Duane Desoto (HAV) e Cori Schumacher (EUA)

2009: Harley Ingleby (AUS) e Jennifer Smith (EUA) bicampeã

2008: Bonga Perkins (HAV) bicampeão e Joy Monahan (HAV)

2007: Phil Rajzman (BRA) e Jennifer Smith (EUA)

2006: Josh Constable (AUS) e Schuyler McFerran (EUA)

2005: nenhuma etapa

2004: Joel Tudor (EUA) bicampeão

2003: Beau Young (AUS) bicampeão

2002: Colin McPhillips (EUA) tricampeão

2001: Colin McPhillips (EUA) bicampeão

2000: Beau Young (AUS)

1999: Colin McPhillips (EUA)

1998: Joel Tudor (EUA)

1997: Dino Miranda (HAV)

1996: Bonga Perkins (HAV)

1995: Rusty Keaulana (HAV) tricampeão

1994: Rusty Keaulana (HAV) bicampeão

1993: Rusty Keaulana (HAV)

1992: Joey Hawkins (EUA)

1991: Martin McMillan (AUS)

1990: Nat Young (AUS) tetracampeão

1989: Nat Young (AUS) tricampeão

1988: Nat Young (AUS) bicampeão

1987: Stuart Entwistle (AUS)

1986: Nat Young (AUS)

Comentários

Galerias | Mais Galerias