#competição #surf 
Guarujá - São Paulo - Brasil por Fábio Maradei

Guarujá Open de Surf 2018 decide seus campeões na Praia do Tombo

Rip Curl Guarujá Open de Surf 2018 decide os seus campeões e o 'supercampeão' a partir desta sexta-feira na Praia do Tombo.

Previsão de águas rasas para a Praia do Tombo - SP

O final de semana será de comemorações na Praia do Tombo, com a 2ª e decisiva etapa do ASG apresenta Rip Curl Guarujá Open de Surf 2018. A competição começa nesta sexta-feira (30) e tem finais no domingo (2), reunindo atletas em nada menos que 12 categorias. O evento também contará com o Fundo de Areia Air Show, uma bateria especial valendo o melhor aéreo, e como a grande atração a disputa do supercampeão, com os novos campeões municipais, como é realizado há 17 anos.

Outro destaque será a homenagem que a Associação de Surf de Guarujá (ASG) prestará a dois surfistas que levaram no nome da Cidade para o Mundo neste ano durante a cerimônia de premiação. Serão lembrados o big rider Rodrigo Koxa, dono da maior onda já surfada até hoje, incluída no Guinness Records e também primeira colocada no WSL Big Awards, e Luiz Diniz, o Bolinha, que acaba de conquistar o bicampeonato mundial de sup surf no ISA Word Championship, na China.

“Temos de agradecer todos os nossos parceiros pela realização de mais uma edição do Guarujaense, sem deixar de citar o prefeito Valter Suman pelo empenho para o evento ser novamente um sucesso”, afirma o presidente da ASG, Ademir Silva, responsável também pelo excelente trabalho do CT Lugar ao Sol e treinador do novo bicampeão mundial de sup, Luiz Diniz.

O diretor técnico do Circuito, Carmelo Seabra, destaca a expectativa para as disputas de alto nível na etapa decisiva, em especial, a decisão do supercampeão, garantindo emoção e valorização a mais ao evento. “O Rip Curl Guarujá Open é um dos principais campeonatos regionais do País, responsável pela revelação de grandes talentos do surf mundial até, como Adriano de Souza e o Luiz Diniz, e também prestigia muito a história da modalidade, com atletas que são ícones. Com certeza, será uma festa”, diz Carmelo Seabra, que também é o manager de Luiz Diniz.

BANDEIRA AZUL - Mais uma vez, o campeonato será realizado na Praia do Tombo, que tem o certificado internacional ambiental Bandeira Azul há nove anos. O selo de qualidade avalia 33 critérios, subdivididos em educação e informação ambiental, qualidade de água, gestão ambiental e segurança, além de serviços, sendo a única praia do Estado de SP a receber essa certificação.

A abertura da décima edição do Circuito com o patrocínio da Rip Curl contou com nomes conhecidos no lugar mais alto do pódio, como o bicampeão brasileiro e ex-integrante do WCT, Jojó de Olivença, que faturou a categoria legends (45+), novidade nesta temporada e que contou com outros ícones como Amaro Matos e Kias de Souza. O bicampeão paulista júnior, Alax Soares, foi o vencedor da open, também estreando este ano.

Mais um vencedor conhecido foi Luiz Diniz, no sup surf, final que contou com outro campeão mundial, Leco Salazar. No longboard, o campeão brasileiro da categoria, Carlos Bahia, de São Sebastião, levou a melhor, numa disputa acirrada com o mesmo Leco. Já na pro-am, Gustavo Ribeiro, que faturou o ranking em 2017, saiu na frente nesse ano.

Entre as meninas, Melissa Policarpo foi a vitoriosa, enquanto que na master (35+), deu Anderson Robert, de Praia Grande. Também garantiram os primeiros lugares na etapa inicial John Muller, na petit (sub10), Ryan Araújo na estreante (sub12), Yuri Beltrão na iniciante (sub14), Vinicius Parra, de Santos, na mirim (sub16) e Júnior Siqueira na júnior (sub18). Completando a lista, Guilherme Silva na Fundo de Areia Air Show.

SUPERCAMPEÃO - Vale lembrar que os campeões municipais (exceto da petit, estreante, feminina e sup surf) voltarão ao mar no final da etapa para disputar o título de supercampeão do Circuito, valendo uma viagem para o Peru, oferecida pela Welcome Surftrips. O Circuito também definirá os atletas que representarão Guarujá no Hang Loose Surf Attack e o incentivo ao atleta, benefício mensal da Prefeitura de Guarujá, no próximo ano.

O Rip Curl Guarujá Open 2018 é apresentado por ASG e tem o patrocínio de Prefeitura Municipal de Guarujá, com apoios de Welcome Surftrips Parakalo, Tidbit, Subway, Fu.Wax, Faup Lonas, Pousada do Forte, Colégio Don Domênico, Fundo de Areia, Ripwave, Sunzal, Hortifruti Guarujá, Clic Moment, CFour Shaper Supply, Gelatte e Najaca. Supervisão da Federação Paulista de Surf e divulgação da Hardcore.

RANKING APÓS A 1ª ETAPA

PRO-AM

1 Gustavo Ribeiro – 1.000

2 Nathan Brandi – 900

3 Edgard Groggia - 810

4 Luan Carvalho - 729

OPEN

1 Alax Soares – 1.000

2 Elton dos Santos - 900

3 Nathan Brandi - 810

4 Gabriel André - 729

SUP SURF

1 Luiz Diniz – 1.000

2 Wellington Reis - 900

3 Leco Salazar - 810

4 Jonas Lima - 729

LEGENDS

1 Jojó de Olivença – 1.000

2 Amaro Matos - 900

3 Ricardo Pupo - 810

4 Kias de Souza - 729

MASTER

1 Anderson Robert – 1.000

2 Dárcio Dias - 900

3 Rodrigo Silva - 810

4 Pedro Regatieri - 729

LONGBOARD

1 Carlos Bahia – 1.000

2 Leco Salazar - 900

3 Eduardo Lazare - 810

4 Wenderson Biludo - 729

FEMININA

1 Melissa Policarpo – 1.000

2 Louisie Frumento - 900

3 Haianna Yguchi - 810

4 Bianca Maila - 729

JÚNIOR

1 Júnior Siqueira – 1.000

2 Pedro Pupo - 900

3 JP Ferreira - 810

4 Samuel Alves - 729

MIRIM

1 Vinicius Parra – 1.000

2 JP Ferreira - 900

3 Ryan Araújo - 810

4 Luis Juquinha - 729

INICIANTE

1 Yuri Beltrão – 1.000

2 Tierre Alves - 900

3 Enzo Massa - 810

4 Ryan Araújo - 729

ESTREANTE

1 Ryan Araújo – 1.000

2 Everton Freitas - 900

3 Arthur Goulart - 810

4 Davi Jihad - 729

PETIT

1 John Muller – 1.000

2 Victor Pompiani - 900

3 Carol Bastides - 810

4 Leo Yagi - 729

Comentários

Galerias | Mais Galerias