#comunidade #cultura #surf 
São Sebastião - São Paulo - Brasil por Fábio Maradei

Onda Azul atendendo crianças autistas para a experiência em surfar

Instituto Gabriel Medina abre suas portas para exemplar projeto social Onda Azul atendendo crianças autistas para a experiência em surfar.

Uma onda é sempre transformadora. Seja para um atleta que busca performance, um surfista profissional ou para uma criança autista em sua primeira vivência com o mar. Neste sábado (2), o Instituto Gabriel Medina abriu, novamente, as suas portas na Praia de Maresias, para receber o exemplar projeto social Onda Azul, atendendo crianças autistas para a experiência com o surf, promovido pela Prefeitura de São Sebastião, dentro da 1ª Semana Municipal da Pessoa com Deficiência.

Os profissionais do IGM colaboraram diretamente dentro do mar e os participantes puderam usufruir da estrutura da sede. O que se viu foi muita alegria, paixão, emoção e, acima de tudo, inclusão. Nem mesmo a chuva atrapalhou a empolgação, tanto das crianças, quantos dos pais e também dos colaboradores do IGM, que ajudaram na atividade. No total, 16 crianças e um adulto de 27 anos participaram da ação social. 

A cada onda surfada, uma grande festa e o sentimento de conquista e de superação. “O Onda Azul é um projeto que abraçamos, porque acreditamos na transformação de qualquer situação através do esporte. No dia a dia transformamos a realidade de nossos atletas e hoje tivemos a oportunidade de ajudar essas crianças e suas famílias a terem um momento especial. Nós aprendemos muito com eles”, disse a presidente do IGM, Simone Medina.

“Para eles, foi uma oportunidade incrível de ter esse contato com o mar, com a prancha. Isso transforma a vida deles, através do esforço, da determinação, e as nossas também. Foi uma honra poder ajudar, fazer parte disso, abrir as nossas portas. É difícil saber quem ficou mais feliz. As crianças ou nós do IGM por participar dessa ação”, acrescentou Simone, agradecendo os profissionais do IGM que participaram da iniciativa.

A psicopedagoga e uma das idealizadoras do Onda Azul, Sandra Lamb, agradeceu a parceria com o IGM. “Colocamos bastante autistas para surfar hoje e o Instituto Gabriel deu maior apoio. Foi muito bom, divertido. Todos ficaram felizes”, comentou, citando que hoje São Sebastião é uma das três cidades no Brasil a contar com o projeto, utilizando o surf como ferramenta para o desenvolvimento das habilidades de comunicação e interação social, trabalhar aspectos sensoriais, utilizando o ambiente da praia e a interação com a comunidade.

Responsável pela organização da equipe e estrutura no IGM para este evento, o coordenador pedagógico Douglas Batalhão também falou da emoção em colaborar. “É na emoção que encontramos a razão de viver e sonhar que podemos, com uma simples ação de carinho, amor e respeito ao próximo, semear frutos e fazer de uma ação uma eterna vitória”, destacou. “Foi a força de uma equipe, da dedicação de todos. Foi uma alegria observar todos se divertindo”, completou.

O IGM foi inaugurado no dia 31 de janeiro deste ano e logo no dia seguinte, os atletas convidados já estavam na sede do projeto, iniciando os treinos. O Instituto é o sonho realizado do primeiro brasileiro campeão mundial de surf, que oferece para jovens talentos do surf, dos dez aos 16 anos, a mesma estrutura de preparação física e técnica de Gabriel Medina, acrescentada de aulas de inglês, em parceria com a Wizard, e tecnologia, com a Microsoft, além de atendimento médico, fisioterápico e odontológico. Os atletas treinam no contraturno da escola, também ganham uniformes, alimentação e apoio nos campeonatos.

Comentários

Galerias | Mais Galerias