#competição 
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil por REDAÇÃO SURFGURU SUL/SUDESTE Sandro Guanais

Equipe Fecasurf embarca para o Pará em busca do quinto título brasileiro.

A equipe da Fecasurf – Federação Catarinense de Surf, Tetra Campeã Brasileira, embarcou nesta quinta-feira dia 20 de abril no aeroporto Hercílio Luz em Florianópolis, com destino a Praia da Atalaia, em Salinópolis no Pará, para disputar a primeira etapa d

     Para a escalação da Equipe Catarinense de Surf a FECASURF levou em consideração o Ranking Catarinense de Surf Amador de 2016.

Na categoria Open vai o campeão de 2016, Ramiro Rubin de Florianópolis, um regular footer que tem um surf muito veloz e forte, e que consegue mesclar muito bem o surf de borda e também belas manobras aéreas.

Na Categoria Junior, o representante é Leonardo Barcelos que foi vice campeão da categoria em 2016. ¨Leo¨ que vem de Imbituba (ASI) no Sul do estado é um goofy que apresenta um surf de muita pressão, suas rasgadas e reentries em sessões críticas são pra lá de radicais.

Lucas Vicente em 2016 foi  campeão de duas categorias, mas optou por integrar o time na Categoria Mirim, independente da categoria em que participe, ele se torna um terror para seus adversários. O jovem surfista de Florianópolis (ASJ) une muita competitividade com um surf moderno, que geralmente lhe trás vitórias importantes.

 

Outro competidor implacável é Luiz Mendes, goofy footer, campeão catarinense iniciantes de 2016. Com um crescimento técnico desde o ano passado até agora, que tem provocado

comentários de todos, Luiz que é de Barra do Sul (ASB), vai para o Brasileiro para mostra seu surf harmonioso a agora repleto de grandes manobras.

Entre as meninas, Manuela Pacheco vai ser ser a nossa representante na Categoria Feminino Junior. ¨Manú¨, como é conhecida, é da ASIS e mora em Florianópolis, é goofy footer e faz parte de uma geração de meninas que promete revolucionar o surf feminino de Santa Catarina.

Na categoria Feminino Mirim, vai Lanai Henrique da Praia da Guarda (ASPG) na Palhoça. Lanai é goofy footer, e que apesar da pouca idade, já incomoda nas categorias acima. Com certeza a jovem surfista da Guarda é uma das promessas catarinenses na disputa do Brasileiro desse ano.

Completando a representação Catarinense no Pará, a Fecasurf vai poder contar com os pontos de: Tainá Hinckel – (ASPG) – Regular footer da Praia da Guarda em palhoça. Sem dúvidas uma das melhores surfistas do país e que promete grandes resultados para 2017.  Wallace Vasco – (ASJ) – Goofy footer de Florianópolis. Mais um favorito as primeiras colocações, surf veloz e agressivo. Ryan Cordeiro – (AIS) Goofy footer. Jovem surfista de Itapoá no norte do estado, mais um que vem evoluindo. Ariella Andrade – (ASG) Goofy footer. Ari é a atual lider das categorias feminino Iniciantes e Junior, e vai credenciada por seus ótimos resultados no catarinense para fazer bonito no Circuito Brasileiro. E para finalizar o nosso Embaixador no Pará, Álvaro Bacana – (ASIS) – Regular footer, o ¨Bacana¨ nasceu no Pará e ainda mantém ótimas conexões lá, o que vai ser de grande valia para a Equipe Fecasurf, desde a adaptação as ondas, à galera local até a famosa comida paraense e seus frutos do mar.

O técnico da Fecasurf é Maikil Schroeder, o ¨Balu¨, é o atual técnico campeão de surf por equipes catarinense e vem de Barra do Sul (ASB). Balu é daqueles caras que cria empatia positiva em qualquer lugar que vá,  tem um espírito de equipe como poucos, isso aliado á anos de arbitragem fez dele um excelente técnico de surf, o cara é ¨grande¨e vai pra ganhar.

Na direção da equipe vai o presidente da Fecasurf Reiginaldo Ferreira de Florianópolis. O ¨Rei¨ é obstinado e provou isso na viabilização da ida do Time Fecasurf para competir no Pará. Ir para o Brasileiro foi promessa na primeira Assembléia do início do ano, e foi preciso muito esforço e correria para que fosse possível viabilizar tal empreitada, afinal o evento é do outro lado do país, e realizado num feriado nacional, o que incorre em aumento de todos os custos.

¨Quero deixar bem claro que essa viagem com a equipe só foi possível através da realização de um Circuito Catarinense forte e superavitário, em que cada centavo que entrou nos cofres através das filiações e homologações foi administrado para que houvessem fundos suficientes para que o sonho de correr o Brasileiro de Surf Amador com uma equipe oficial acontecesse. Quando eu e o Jordão (vice presidente), nos reunimos para planejar as metas de atuação da Fecasurf, estas criassem condições para que a Fecasurf possa manter sempre uma equipe forte e organizada, com a maioria de recursos de geração própria, parece que está começando a dar certo¨, destacou Reiginaldo Ferreira, que também ressaltou a importância de cada associação e de cada promotor dos eventos estaduais na realização desse sonho!!!

Vai estar em Salinópolis também, trabalhando no evento, Jordão Bailo Junior  Gov. Celso Ramos , que vai atuar como Head Judge, Jordão tem grande experiência em campeonatos de equipe, tendo atuado como Juiz e Head Judge em mais de 20 mundiais da ISA ao redor do mundo..

Circuito CBS Tour 2017

Os atletas catarinenses que estarão representando nosso estado nesta competição para buscar o ¨Penta¨,  vão também para disputar os  rankings oficiais individuais da Confederação Brasileira de Surf para a temporada 2017, e garantir vagas na Equipe Brasileira para  Mundial ISA Junior Games a ser realizado em setembro no Japão, em prova que vai ser o primeiro teste do surf para as Olimpíadas, que vão ser realizadas em 2020 nesse mesmo país.

Saudações a todos os atletas catarinenses,

 

Direto da Assessoria de Comunicação Fecasurf!!!

Comentários

Galerias | Mais Galerias