#comunidade #negócios 
Brasil por Karol Lopes

Bruna Schmitz comemora 10 anos de Roxy

A surfista é hoje um dos rostos da marca em todo o mundo

A paranaense Bruna Schmitz completa este mês, dez anos de Roxy. A atleta assinou seu primeiro contrato com a marca em 2005, aos 15 anos de idade. Pouco tempo depois, tornou-se a mais jovem surfista brasileira se profissionalizar no país. Hoje, Bruna mora em Los Angeles e faz parte do time internacional da Roxy, o que rendeu a ela ter sua imagem estampada em campanhas da marca em todo o mundo.

“Estou muito feliz na Roxy. Acho que poucos atletas ficam tanto tempo em uma mesma marca, mas acredito que só assim é possível criar uma relação. Eu me identifico muito com a Roxy, conheço todos da marca, gosto das coleções e dessa forma, faço meu trabalho com muito mais prazer”, comentou Bruna.

Nestes dez anos, Schmitz conquistou títulos e subiu ao pódio em diversas competições no Brasil, antes de seguir para disputas no circuito mundial. “Eu só posso agradecer a Roxy que apostou em mim quando eu ainda era amadora. Esse era o time do qual eu sempre quis fazer parte e eles sempre acreditaram em mim”, disse.

O primeiro grande resultado veio em 2008, quando a paranaense conseguiu a classificação para competir entre as melhores do mundo o WCT, onde permaneceu por duas temporadas.

O trabalho desempenhado com a Roxy no Brasil, levou a um convite para que Bruninha passasse a integrar o time internacional da marca, e a mudança para os Estados Unidos se fez necessária.

“Para mim, morar fora só agregou à minha carreira. Sou de Matinhos, uma pequena cidade no litoral do Paraná. Cada viagem que eu fazia, precisava ir primeiro para Curitiba, depois São Paulo e só aí começava a viagem. Hoje moro e treino todos os dias em Hermosa Beach, que é muito próximo ao aeroporto de Los Angeles. Minha vida ficou muito mais prática”, comentou a surfista, que já está no seu 5º passaporte.

O rosto da brasileira está em anúncios, vitrines e outdoors em lugares como Nova York, Londres, Sidney, Paris, Tóquio e Barcelona. “Graças a Roxy, estive em lugares que eu nunca poderia conhecer. Fotografei para campanhas desde no frio congelante do Alaska, até um paraíso de verão chamado Ilhas Cook, na Polinésia”.

Quando questionada sobre seu futuro, a surfista é enfática, “Quero continuar por mais dez anos na Roxy e seguir fazendo meu trabalho. Hoje já não participo mais de tantas competições, tenho me dedicado mais as fotos e filmagens sempre surfando ondas perfeitas pelo mundo. É isso que quero pra mim. Amo minha vida”. 

Comentários

Galerias | Mais Galerias