#picos #kitesurf #windsurf 
Recife - Pernambuco - Brasil

Fim de semana de ventos fortes em Pernambuco

Gustavo Foerster

Logo após o lançamento da Exposição Pena - Vivendo o Sonho no Recife, um swell de sul apontou na previsão do Surfguru, indicando que nos próximos dias teríamos fortes e ventos e boas ondas.

Esse é o cenário que todo kitesurfista deseja, e Pernambuco durante o inverno oferece condições muito favoráveis aos esportes de vento. A brincadeira começou na sexta feira com um velejo em Candeias no famoso pico do Shark Point. O lugar na maré seca parece o Caribe e foi show velejar no local onde morei minha vida quando criança e dei os primeiros passos no surf e também no kite. Jadiel Cajueiro, Nino Boy e Tomy Taguti foram os parceiros nessa session.

Na sequência fomos ao pico de Nordestão. O Vento ficou mais forte, e virou um pouco para terral. O visual era do lip voando pra trás, com séries que quebravam com um metro e boa formação. Foi um dos velejos mais intensos que já fiz em Pernambuco. Velejadores de Windsurf faziam a festa no dia que Pernambuco virou o Ceará em termos de vento. Quando o swell encostou com força na manhã do sábado, o pico amanheceu parecendo Mokuleia no Hawaii. 2 Metros na série, vento forte terral, kite na posição perfeita para o kite nas ondas. Em toda minha vida, acho que nunca tinha visto um dia tão bom como esse em Pernambuco. Chovia muito e por isso essa session acabou não sendo registrada mas vai ficar na memória pra sempre. O parceiro desse velejo insano foi Ricardo Udson, local da área que sabe quando vão ser os melhores dias.

Me despedi de Recife com a certeza que estava no lugar certo na hora certa. Foi tempo de rever a família e recarregar as baterias para os próximos desafios da vida. Depois de 2 dias de ondas e ventos e com as energias renovadas, partimos para mais uma jornada. Ceará, terra do vento, é a próxima parada. 

Aloha

Comentários

Galerias | Mais Galerias