Salvador - Bahia - Brasil por PENA

Pena Little Monster 2014 em Stella Maris

Embalado pelo título de campeão sul-americano recém conquistado, em Chicama no Peru, Deivid Silva se mostrou implacável na busca pelo título da etapa de abertura do Tour 2014 e surfou como se estivesse em casa durante toda a prova. Apresentou alto nível de surf competição, não se intimidou diante dos anfitriões e passou com larga vantagem pelos adversários em todos os confrontos

A bateria final foi muito disputada, Deivid e Wesley brigaram pelo primeiro posto onda a onda. Deivid abriu melhor e permaneceu na ponta até a metade do confronto até que Wesley, dono de um surf forte e constante, pegou uma onda que lhe rendeu a virada, porém Deivid não demorou muito para responder a altura, tomar a ponta novamente e sair do mar direto para o lugar mais alto do pódio. Wesley ficou com título de vice-campeão já que não teve mais tempo para pegar outra onda que rendesse os 7.35 de que precisava para virar. Pela conquista Deivid embolsou a premiação de 7 mil reais.

“Sou grato a Deus por essa vitória, venho treinando muito e dando o meu melhor, fico muito feliz por estar conseguindo bons resultados”, disse Deivid.

“Gostaria também de agradecer a todos que vieram nos prestigiar aqui na Praia e parabenizar a Pena pela realização dessa competição alucinante que deu altas ondas e contou com a participação de atletas de alto nível”, finalizou.

Já os mascotes do Pena Little Monster (sub 8) se divertiram nas ondas de Stlella enquanto decidiam quem subiria ao lugar mais alto do pódio. O cearense Guilherme Lemos surfou as melhores ondas da bateria com o estilo de um campeão, pegou ondas que valeram 5 e 4,25 para garantir a vitória e deixar Victor Costa, potiguar de apenas 5 anos de idade que saiu do mar aplaudido, em segundo.

“O mar não estava fácil, mas consegui achar umas ondas boas e ganhar o campeonato. Agradeço aos meus pais pelo incentivo e a minha grande torcida. Estou muito feliz!”, comemorou Guilherme.

E mais uma vez os pequenos monstros chamaram atenção pelo grau de qualidade técnica para atletas tão jovens. Superaram as expectativas em baterias muito bem disputadas esbanjando ainda mais radicalidade a cada onda surfada.

Fabrício Rocha (RN) foi o grande vencedor entre os atletas com menos de 10 anos. O potiguar que havia sido barrado na semi da sub 12 chegou à final com sede de vitória, conhecido por sua irreverência e ousadia pegou duas boas ondas no início do confronto e não conseguiu mais ser alcançado. O baiano Hawaii Chan que também pegou as boas tentou virada até o final, arriscou tudo, mas as ondas não renderam o escore necessário e ele acabou batendo na trave e estreando no circuito com o troféu de segundo colocado.

Na sub 12 foi a vez de Cauã Costa se mostrar incansável na busca pelo troféu de campeão. Diferente da semifinal o cearense pegou as ondas certas e não errou na finalização das manobras. A bateria foi muito acirrada, mas Cauã já abriu com uma onda em que ele soltou rasgadas e cut backs com precisão (7,75) e seguiu aumentando a vantagem buscando se distanciar de Mateus Sena, mais um monstrinho potiguar. Mateus, que se destaca por seu alto nível técnico sempre procurando surfar exatamente no critério exigido pelos árbitros e que na semi venceu os oponentes de forma confortável registrando em sua melhor atuação um 9,05, não conseguiu superar Cauã e levou o título de vice-campeão para o Rio Grande do Norte. O baiano Bruno Marroche foi o terceiro e o pequeno paulista Mateus Lima, que durante todo o evento apresentou uma linha de surf diferenciada, foi o quarto.

Daniele Albuquerque (BA) venceu sem se inibir diante das irmãs Larissa e Yanca Santos. Larissa, atleta acostumada aos pódios, não encontrou as ondas certas para mostrar toda a força de surf e ficou com o vice-campeonato já Yanca levou o troféu de terceira colocada para o Ceará.

“Não fui feliz na escolha das ondas e ainda por cima me machuquei e não consegui mais surfar. Acabei de chegar do mundial no Peru onde fiquei com a terceira colocação, nem sempre conseguimos vencer, mas continuo focada em busca dos meus objetivos”, contou Larissa.

E mais uma dobradinha prevaleceu no Pena Little Monster, desta vez Félix Martins e Taiwan Chan sagraram-se campeão e vice na sub 14. Os baianos mostraram-se excelentes conhecedores das valas para superar Mateus Sena (3º) e Cauã Nunes (4º).

Félix, surfista de Itacaré, no sul da Bahia, venceu todos os confrontos que disputou com tranqüilidade e na final não deu chances de reação aos visitantes. Venceu seu conterrâneo Taiwan com o placar de 11.75 a 6,75.

O pernambucano Douglas Silva que amargou a derrota na pro junior após ter registrado a única nota 10 da competição teve sua revanche ao conquistar o título na sub 16. Dodô venceu agredindo as ondas em toda a extensão e aplicando manobras precisas nas partes críticas. O baiano Wallace Junior, surfista de Ilhéus que fez uma bela campanha durante a competição subiu ao pódio em segundo.

“Só tenho que agradecer a Deus por esta conquista e  também a minha família que me incentiva o tempo todo. O nível de surf dos competidores é muito alto e é difícil chegar até aqui”, falou Dodô.

O título da sup wave ficou com o baiano Bruno Medeiro e a segunda colocação com o cearense Geraldo Lemos.

O Pena Little Monster, que está de olho na nova geração do surf brasileiro, oferece R$ 55 mil em prêmios durante o Circuito. Nas duas primeiras etapas, a premiação será de R$ 15 mil, com o campeão faturando R$ 7 mil livres de impostos. Já a terceira e última distribuirá R$ 20 mil, sendo R$ 10 mil ao vencedor.

Ao término da temporada, o campeão do Circuito terá um bônus de R$ 5 mil.

O Pena Little Monster que teve início na Bahia passará ainda pelos estados do Rio Grande do Norte e Ceará. As datas nesses lugares ainda não estão confirmadas, mas a previsão é de que os eventos sejam disputados entre 7 e 9 de novembro, em Ponta Negra ou Tabatinga, e de 19 a 21 de dezembro, na praia do Futuro ou em Paracuru.  

O Pena Little Monster conta com o patrocínio da Pena e apoio do Gran Hotel Stella Maris Resort e Convention e ASESM. Produção da Top 16 Promoções e Federação Baiana de Surf.

Todos os resultados poderão ser acompanhados através do link http://www.pena.com.br/hotsite/campeonato-2014/ao-vivo

Mais informações através telefones (0xx85) 8725-1197 ou (0xx85) 9986-8538.

Resultados

Sub 8

1 º – Guilherme Lemos (CE)

2 º – Victor Santos (RN)

3 º – Marcos da Silva (CE)

Sub 10

1 º – Fabrício Rocha (RN)

2 º – Hawaii Chan (BA)

3 º – Roberto Alves (SP)

4 º – Antônio Neto (BA)

Sub 12

1 º – Cauã Costa (CE)

2 º – Mateus Sena (RN)

3 º – Bruno Marroche (BA)

4 º – Mateus Lima (SP)

Sub 14

1 º – Felix Martins (BA)

2 º – Taiwan Chan (BA)

3 º – Mateus Sena (RN)

4 º – Cauã Nunes (PE)

Sub 16

1 º – Douglas Silva (PE)

2 º – Wallace Junior (BA)

3 º – Raul Borman (RN)

4 º – Namor Cayres (BA)

Feminino Open

1 º – Daniele Albuquerque (BA)

2 º – Larissa dos Santos (CE)

3 º – Yanca dos Santos (CE)

4 º – Noelane Circenes (BA)

Sup Wave Open

1 º – Bruno Medeiros (BA)

2 º – Geraldo Lemos (CE)

3 º – Jairo Flores (BA)

4 º – Vinicius Meireles (MA)

Comentários

Notícias | Mais Notícias