#tubarões #política 
Austrália

Australianos Cobram Ação do Governo para Acabar com os Ataques de Tubarão

Brad Farmer

As cobranças foram endereçadas ao Premier do Surf Mike Baird e para o Primeiro-Ministro Abbott para que resolvam o problema

Na sequência de mais um grave ataque de tubarão a um surfista em Evans Head, costa Leste da Austrália, o Premier do "Surf" de Nova Gales do Sul, Hon. Mike Baird, foi chamado para fazer uma declaração sobre a forma como o seu governo pretende abordar aos crescentes ataques sangrentos a surfistas nas praias. "O que é o Sr. Baird fazendo para proteger a vida dos surfistas?" Brad Farmer das Reservas Nacionais de Surf perguntou hoje.

Enquanto a maioria dos surfistas rejeitou a 'ordem de matar' ao protegido tubarão branco, dada pelo Premier Colin Barnett, da Austrália Ocidental, os surfistas estão buscando a intervenção, sempre que possível, para reduzir ou serem avisados sobre a presença de espécies grandes de tubarões comedores de homens. "O argumento de que a praia é o território dos tubarões é falho", disse o Sr. Farmer. "Os seres humanos, por natureza, são nadadores do oceano também."

O sr. Farmer acredita que é hora de uma estratégia nacional para reduzir os ataques de tubarão em toda a Austrália e declarar as águas como 'seguras'. O primeiro-ministro Tony Abbott também é um surfista de Manly e deve estar envolvido, assim como os 90% dos australianos que vivem na costa e muitos, incluindo turistas, que entram nas águas para recreação.

Brad Farmer pediu que medidas preventivas e financiamento do governo para a investigação científica, quando o número de ataques fatais e quase fatais assustam os banhistas após o mais recente ataque quase fatal. "Eu acredito que a CSIRO deve convocar uma ampla mesa redonda na Austrália das partes interessadas a examinar o que pode ser feito o mais rápido possível." Surfistas de bodyboard e de pranchinhas são constantemente vítimas de ataques fatais e quase fatais.

O fundador das Reservas Nacionais de Surf, da Surfrider Foundation e da Ocean Care Day instigou o governo, a polícia e o Departamento de Pesca para mudar a sua abordagem de simplesmente caçar e abater os tubarões, para estratégias de investigação e de prevenção mais sofisticadas para garantir a segurança de todos os frequentadores das praias australianas.

A Nova Gales do Sul, o Oeste e o Sul da Austrália, em particular, precisam de uma estratégia focada, colaborativa e urgente para tratar as comunicações com o público sobre a presença e os perigos de entrar na água, onde os grandes tubarões estão presentes. A Austrália, juntamente com a África do Sul, a Califórnia e o Brasil devem trabalhar em conjunto para chegar a soluções inovadoras para reduzir as mortes entre os surfistas e usuários do oceano.

"No mínimo, é necessário que haja algum tipo de 'aplicativo' com GPS para um alerta precoce ou sistema de alerta  no lugar antes que os ataques aconteçam, em seguida, os surfistas podem fazer o seu próprio julgamento sobre entrar na água. "Esta é uma questão de segurança nacional que não só ameaça os banhistas em todos os lugares, mas podem potencialmente ter impacto sobre o turismo, em particular nos pontos aonde ocorrem ataques de tubarão com frequência, incluindo as 19 Reservas Nacionais de Surf de alto valor," disse o Sr. Farmer.

A popularidade do surf tem aumentado significativamente nos últimos anos, vendo os milhares de australianos mais jovens e turistas de todo o mundo que querem surfar as famosas ondas da Austrália, em grande parte, ao longo da faixa costeira de 900 km da Gold Coast até Sydney, conhecida como a Costa do Pacífico. Dado que a legislação federal foi introduzida em meados dos anos 90 para proteger seis das espécies mais vulneráveis ​​de tubarões, incluindo o tubarão branco (Carcharodon carcharias) os ataques têm aumentado, juntamente com a população da espécie.

O Sr. Farmer disse que a maioria dos ataques foram a surfistas (principalmente em pranchinhas, e não longobards), seguido por mergulhadores e nadadores. Ele disse que mesmo assim, aproximadamente 70% dos surfistas regulares são a favor da conservação do tubarão.

Comentários

Galerias | Mais Galerias