#tecnologia #meio ambiente 
Austrália Ocidental - Austrália

Tubarões Usam o Twitter para Alertar os Banhistas na Austrália

Jonathan Samuels - Sky News

Cientistas anexaram transmissores a centenas de tubarões, incluindo os grandes brancos, para monitorar os seus movimentos perto das praias e alertar os banhistas de sua presença

Tubarões na Austrália Ocidental nadando perto de praias populares estão usando o Twitter para enviar mensagens de alerta para surfistas e banhistas.

O projeto exclusivo significa que os freqüentadores das praias pode tomar uma decisão ao serem informados sobre a possibilidade de entrar na água sabendo que um tubarão está próximo.

Cientistas anexaram transmissores a mais de 320 tubarões, incluindo os grandes tubarões brancos, e monitoram os seus movimentos ao longo da costa.

Quando um tubarão tageado nada para cerca de um quilômetro de uma praia, ele aciona um alerta de que é captado pelo computador. Esse computador, em seguida, transforma instantaneamente o sinal do tubarão em uma mensagem curta no Twitter feed do Surf Life Saving da Austrália Ocidental (SLSWA).

O tweet dá o tamanho e a espécie do tubarão, e sua localização aproximada.

Chris Peck, do SLSWA, disse à Sky News que o sistema é muito mais rápido do que os avisos tradicionais na rádio local ou em jornais.

"Você pode não ter essas informações antes do dia seguinte, caso em que o perigo há muito tempo já passou e as informações passam a não ser ter importância."

"Agora a informação é instantânea e as pessoas realmente não têm uma desculpa para dizer que não estão recebendo a informação, trata-se de saber se você está procurando por ela para encontrá-la", disse ele.

O cientista chefe de pesquisas do Departamento de Pesca, o Dr. Rory McAuley, disse que os tags acústicos proporcionam o conhecimento sobre os tubarões, bem como os alertas.

"Essas detecções e a extensa rede de receptores da Austrália Ocidental estão contribuindo para uma pesquisa importante, e para ajudar o governo a entender melhor os movimentos dos tubarões brancos em águas da Austrália Ocidental, bem como desempenhando um papel importante na segurança pública", disse McAuley.

"A vida útil da bateria dos tags acústicos internos é de até 10 anos, assim os dados científicos que podem ser coletados destes tubarões é sem precedentes."

Austrália Ocidental é agora o lugar mais mortal do mundo por ataques de tubarão. O surfista Chris Boyd, de 35 anos, foi morto em novembro e foi a sexta pessoa a morrer na região em apenas dois anos.

Autoridades no estado têm patrulhado praias usando helicópteros e barcos durante anos, mas a recente onda de ataques levou o governo local a procurar novas maneiras de tentar evitar incidentes.

Os ministros concordaram com um esquema controvertido, permitindo que pescadores profissionais matem tubarões maiores do que três metros encontrados em certas zonas que são usadas ​​por surfistas e banhistas.

E iscas serão posicionadas a um quilômetro da costa para atrair e capturar tubarões durante o verão.

O premier estadual Colin Barnett disse à imprensa: " A segurança da vida humana, a segurança dos frequentadores das praias usando o nosso ambiente marinho deve vir em primeiro lugar."

É um movimento que provocou a ira de ambientalistas.

Ross Weir, do grupo Australianos Ocidentais para a Conservação dos Tubarões ( WASC ), disse: "Esta é uma reação instintiva simples, baseada na ciência zero."

"Não haverá nenhum benefício positivo para os freqüentadores das praias e a sua segurança, e certamente, vai ter um efeito ao se dizimar quaisquer tubarões brancos ou outras espécies de tubarão ameaçadas de extinção."

Ambientalistas disseram que vão considerar a ação direta para interromper qualquer abate de tubarões.

Embora as chances de uma pessoa ser atacada por um tubarão ser minúscula, cada incidente provoca medo, e prejudica a economia local e o turismo.

Se eles estão usando o Twitter, ou iniciando um abate, os australianos estão agora procurando a melhor forma de lidar com um problema crescente.

Reportagem traduzida do original do Sky News

Página do Twitter do Surf Life Saving West Australia

Comentários

Galerias | Mais Galerias