#competição #surf 
Ubatuba - São Paulo - Brasil por Redação Surfguru

Vitória e título na conclusão da temporada 2016 de Daniel Adisaka

Surfista de apenas 14 anos finaliza seu vitorioso ano do surfe nacional com triunfos no Ubatuba Surf Pro, um dos circuitos mais fortes e representativos do País.

Terminar a temporada com vitória e título é tudo que um atleta espera. E foi com estas conquistas que terminou o ano para Daniel Adisaka. O surfista de apenas 14 anos de idade finalizou 2016 levantando a taça da categoria Iniciante do Ubatuba Surf Pro, considerado o maior circuito municipal do esporte das ondas do País. A terceira e decisiva etapa do campeonato terminou sábado (17/12), na praia Vermelha do Centro, uma das mais bonitas e frequentadas da cidade turística do litoral norte de São Paulo.

Daniel Adisaka venceu as três etapas (praias Grande, de Itamambuca e Vermelha) na categoria destinada para atletas com até 14 anos e se tornou bicampeão de forma invicta, somando 3.000 pontos (total possível) no ranking da Associação Ubatuba de Surf (AUS). Ele já havia obtido o título da Iniciante em 2015. Nos anos anteriores (2013 e 2014), alcançou os títulos na Estreante (sub-12). Ou seja, em quatro anos, foram quatro triunfos máximos no Municipal.

“Foi muito bom ter sido tetracampeão do Ubatuba Surf Pro, ainda mais que aqui na cidade tem alguns dos melhores surfistas do mundo, como Filipe Toledo, Wiggoly Dantas (atletas da elite mundial) e muitos outros. Este título mostra que minha dedicação aos treinos está valendo a pena e que estou no caminho certo como competidor”, disse o surfista, que treina e compete com as pranchas do renomado shaper Ricardo Martins e conta com apoio dos Óculos Dragon.

Além da vitória e do título da categoria Iniciante, Daniel Adisaka foi vice-campeão na Mirim (sub-16), mesmo enfrentando atletas mais experientes. Nesta terceira etapa, ele chegou à bateria final e alcançou a terceira colocação. Assim, somou 2.439 pontos no ranking, diante de 2.810 de Mateus Gomes. “Foi muito importante está colocação, para eu vir mais confiante para a próxima temporada, pois está será minha categoria em 2017”.

Daniel Adisaka considera este ano de 2016 uma das melhores temporadas de sua carreira nas categorias de base como surfista. “Fiz um bom Municipal de Ubatuba, ganhei duas etapas da Rip Curl Grom Search, disputei finais no Paulista de Surf Amador e ainda garanti presença na equipe do Instituto Medina (recém-criado pelo campeão mundial profissional de 2014, Gabriel Medina - na praia de Maresias, em São Sebastião/SP). Que venha 2017”, ressaltou.

Por Roberto Pierantoni

Comentários

Galerias | Mais Galerias