Ipojuca - Pernambuco - Brasil por Redação Surfguru

Sucesso total no I Maraca Surf Festival Feminino Open 2016

A ideia surgiu em um grupo de Whatsapp composto por mulheres que tem em comum a paixão pelo mar e pelo surf de uma maneira geral. Em meio às conversas surgiu a ideia de reunir as meninas para se conhecerem, confraternizarem a fim de movimentar e fortalecer o surf feminino no movimento “TPM – Todas Para o Mar”. Nuala Costa idealizou um festival e com ajuda dos amigos conseguiu organizar um projeto e captar muitos apoios para realização do evento.

O objetivo era reunir em uma competição festiva iniciantes, antiga e nova geração do surf, longboarders, bodyboarders e até  Sup Surfistas. E deu muito certo, pois ondas grandes e fortes encostaram e deram um toque a mais de desafio, coragem, tensão e superação.

Atletas de outros Estados compareceram em peso no Festival e foram recebidas pelas queridas e atenciosas organizadoras com o apoio nas hospedagens.

No sábado pela manhã, o dia amanheceu com céu limpo e assim permaneceu . Foi servido um café da manhã tropical para as atletas e participantes do evento, onde as meninas fizeram a entrega do alimento não perecível (parte da inscrição) e receberam a coroa de flores. Em seguida todas as competidoras fizeram um círculo em frente ao palanque, deram as mãos e pediram por paz, amor e altas ondas. Ao centro do círculo das amantes do mar Nuala foi homenageada com muito carinho.

As condições do mar foram avaliadas e todos foram alertados que estava forte e com muito vento.  Os salva-vidas estavam sempre atentos na beira do mar.

As baterias tiveram início as 11:00 horas do sábado com a categoria Surf Open, seguida pelas fases iniciais da Mirim, Iniciante e Bodyboard. Muita tensão a cada atleta que entrava no mar e avançava ao outside, pois a passagem pelo famoso “quebra côco” estava muito difícil, verdadeiro “Maraca Storm”.  Algumas atletas não se sentiram à vontade com o tamanho do mar e desistiram de competir, entretanto acompanharam e torceram por aquelas que encararam o desafio. O grande destaque do dia ficou por conta da pequena Joyce que arrancava gritos da galera na praia a cada onda surfada.

Na noite de sábado, paralelo a tradicional festa da cocada aconteceu o Luau “Mar Delas” com muita animação entre a galera que compartilhava muita alegria.

No domingo o swell virou de Sul e deu mais pressão nas ondas e mais emoção ao evento. As disputas iniciaram com as semi finais de surf open, iniciante, mirin, longboard, sup wave e bodyboard. Após definidas as finalistas, iniciaram as baterias de 20 minutos das finais. As primeiras a caírem no mar foram às meninas da categoria Mirim onde novamente a pequena Joyce, grande destaque do evento, arrebentou na atitude e na técnica sagrando-se campeã. Na Iniciante Karla Kaeny levou a melhor, na Open Maria Eduarda se posicionou melhor no mar e pegou as melhores ondas sabendo aproveitá-las bem. 

No bodyboard de altíssimo nível quem quebrou a vala foi a Luiza Rosa, assim como a longboarder Elyane Andrade que apresentou um belo estilo e muita segurança naquelas condições. Uma das finais mais emocionantes foi a do Sup Wave pois passar a arrebentação e se posicionar no mar balançado e com muito vento não era tarefa fácil. A atleta do Ceará Carol Barcellos conseguiu “dropar” uma boa onda na regressiva e ganhou na modalidade.

Para finalizar o festival as mais corajosas ainda retornaram novamente ao outside para uma expression session, onde Paula Mourão que já havia batido na traave no Surf Open sagrou-se campeã com a melhor manobra.

A maior surpresa do Festival ficou para a cerimônia de premiação com kits super recheados de biquínis, produtos de proteção solar, squeeze, sandália, bermuda, enfim muitos mimos para agraciar as vencedoras, além de pranchas para as primeiras colocadas das principais modalidades e uma obra de arte em forma de Cavalo Marinho como troféu para todas que chegaram ao pódio.

Apesar de algumas pranchas quebradas e momentos de tensão por conta da força do mar, o Festival foi um sucesso mostrando que é possível sim realizar um evento de alto nível de organização, atenção, premiações e o mais importante, tudo feito com muito amor a esses esportes que fazem parte da vida de tantas pessoas que tem em comum a paixão pelo mar, deslizar sobre as ondas e conhecer seus limites e aprender a respeita-los. Sendo assim, Todas Para o Mar !

O resultado oficial ficou assim:

Surf Open

1ª Maria Eduarda

2ª Paula Mourão

3ª Joyce Silva

4ª Selma Silva

Surf Mirim

1ª Joyce Silva

2ª Nicole Santos

3ª Sofia Soares

4ª Erika Maximila

Surf Iniciante

1ª Carla Kaeeny

2ª Mayte Baratella

3a Gabriele Cavalcante

4ª Ludmila

Bodyboard

1ª Luiza Rosa

2ª Kirtys Montenegro

3ª Fabrisia Pordeus

4ª RayanaAguiar

Longboard

1ª Elyane Andrade

2ª Paula Mourão

3ª Marcia Costa

4ª Vanessa Pontes

Supwave

1ª Ana Carolina Barcellos

2ª Elyane Andrade

3ª Hengy Santos

Expression Session

Paula Mourão

O evento contou com apoio: Custom Surf Girls, Ambrósia, Sicrupt, La Cabane Music Bar, JM Surf Boards, Albergue da Morgana, Alvinho O Rei do Açaí, Marcos Monteiro, Katu, Hostel Brisas do Mar, Bali, All Ticket, Bar do Marcão, Fregells, Nutry, Maris, Anthelios, Argo Camisetas, Olavo, Haras Margalarga Machador-Maracaípe,Restaurante da Mônica, Mercadinho Santo Antônio, Bemzen, Camboriú, Baobá, Beach Porto Foto Surf, Fernando Baggi Fotografia.

Divulgação:  Blog Manobra Radical/Diário do Nordeste/TVDN,Surfguru

Por Carol Barcellos

ROUPAS E ACESSÓRIOS DE SURF E SKATE VOCÊ ENCONTRA NO SURFGURUSHOP.COM.BR

Comentários

Notícias | Mais Notícias